câmara federal
Compartilhar

Paraná é um dos estados onde mais se atropela animais em rodovias

Da BandNews FM CuritibaO Paraná é o quarto estado onde mais acontecem atropelamentos de animais no país. Os acidentes pr..

Francielly Azevedo - 31 de julho de 2017, 13:56

Da BandNews FM Curitiba

O Paraná é o quarto estado onde mais acontecem atropelamentos de animais no país. Os acidentes preocupam por causa da iminente morte de animais silvestres e também pela possibilidade de fatalidades com os integrantes dos veículos, como capotamentos e deslizes.

Nesta segunda-feira (31), um cavalo foi atropelado por volta das cinco e meia da manhã. O animal estava abandonado em terreno baldio e escapou pela cerca. Ele morreu após o acidente e o motorista do carro machucou a mão. O porta-voz da PRF Maciel Junior, disse que, na maioria das vezes, os atropelamentos são fatalidades e não falta de prudência dos motoristas.

"Se é um boi, uma vaca ou um cavalo, é mais fácil de identificar. Agora, uma capivara, um animal de menor porte, ele se camufla na natureza, então no asfalto ele se camufla. Por isso, quando o motorista se depara com esse animal ele já está em cima e precisa fazer uma manobra de emergência, muitas vezes essa manobra não é concluída com êxito e o animal é atropelado", explica.

De acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal, entre janeiro e junho deste ano, a PRF contabilizou 54 ocorrências, com 31 feridos, mas ninguém morreu. No ano passado, a corporação registrou 129 casos de atropelamentos de animais de grande porte, entre selvagens e domésticos, passado nas rodovias federais do Estado.  Maciel Junior falou que independente do bioma onde passa a rodovia, a atenção para esta adversidade na pista sempre deve ser levada em conta.

"Em Mata Atlântica a gente não tem a presença de animais confinados, então tem animais silvestres: capivaras, onças e preguiças, por exemplo, que atravessam rodovias. E locais onde tem fazendas que possuem animais confinados, como bois, é sempre necessário que o proprietário do local faça revisões na cerca para evitar que o animal saia e cause acidentes na rodovia", ressalta.

Uma das principais recomendações para evitar acidentes é a de manter a velocidade adequada com o que comunica a sinalização. Maciel diz que as normas de velocidade levam em conta os animais na pista.

"Onde já se vê que não é uma área urbanizada, tem muita cerca, animais no pasto, confinados... realmente é bom diminuir a velocidade ou respeitar a velocidade indicada, porque a velocidade já é programada levando em conta esse tipo de presença de animais ali naquele trecho e manter a atenção sempre", destaca.

Outros cuidados que a PRF recomenda é: redobrar a atenção durante a noite, não buzinar, desviar animais que cruzam a via por trás do bando e, para transporte de cargas de alimentos, tomar cuidado com a embalagem das cargas. Também é recomendável avisar a concessionária responsável pelo trecho ou a Polícia Rodoviária no posto mais próximo.