Paraná confirma três primeiros casos de Zika Vírus

Redação


O Paraná confirmou os três primeiros casos de Zika Vírus, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (22) pela SESA (Secretaria da Saúde). Os registros aconteceram na cidade de Foz do Iguaçu, no oeste. Além disso, o Estado teve 48 novos casos de dengue em uma semana.

Conforme a SESA, os três casos aconteceram no mês passado e são autóctones, ou seja, a doença foi contraída na própria cidade paranaense. A Secretaria informou que as pessoas foram medicadas e passam bem.

ZIKA VÍRUS

O Zika é um arbovírus transmitido pela picada do “Aedes Aegypti”, o mesmo mosquito que transmite a dengue e a chikungunya.

Na maioria dos casos a infecção por Zika Vírus acontece de forma branda, com sintoma febril que permanece entre três a sete dias. Mas, no caso de infecção em gestantes, a transmissão do vírus para o feto pode desenvolver complicações neurológicas e uma das principais é a microcefalia, com lesões cerebrais irreversíveis e deformação dos ossos da cabeça do bebê.

DENGUE

O boletim aponta que o Paraná teve 48 novos casos de dengue em uma semana, chegando a 730 casos confirmados da doença, do final de julho até agora.

Londrina, na região norte, tem o maior número de casos de dengue, são 59 confirmações. Na sequência estão Foz do Iguaçu, com 48, e Paranavaí, com 47.

PREVENÇÃO

O período de maior transmissão no Paraná começa agora, a partir da primavera, e se intensifica no verão. Dias quentes e úmidos favorecem a proliferação.

“Recomendamos à população uma vistoria nos quintais e a retirada de recipientes que possam acumular água parada, como os pratos de vasos de planta, garrafas, pneus, sucatas e lixo, entre outros”, explica a coordenadora da Vigilância Ambiental, Ivana Belmont.

Previous ArticleNext Article