Paraná registra três acidentes envolvendo motociclistas por hora

Andreza Rossini


Todos os anos cerca de 500 motociclistas morrem e 20 mil ficam feridos no trânsito no Paraná, segundo levantamento do Departamento de Trânsito do Estado (Detran). A cada hora, são registrados pelo menos três acidentes de trânsito envolvendo motos.

Segundo a seguradora Líder, responsável pelo seguro DPVAT, 76% das indenizações pagas por morte e invalizes permanentes causadas por acidentes de trânsito, entre janeiro e setembro de 2015, foram para motociclistas, que são considerados um grupo de risco no trânsito em todo o país.

 As vítimas são em sua maioria jovens, entre 18 e 34 anos, em idade economicamente ativa. No período analisado, 53% dos acidentes foram fatais e em 56% o motociclista teve sequelas permanentes.

Entre as causas estão imprudência e o não uso do capacete, equipamento obrigatório.. “A legislação de trânsito serve, antes de tudo, para a própria segurança do condutor. O capacete diminui consideravelmente o risco de traumas graves e o uso é essencial, no campo ou na cidade, para viagens na estrada e para pequenos trajetos”, lembra o diretor-geral do Detran Paraná, Marcos Traad.

Segundo a Associação Brasileira de Prevenção dos Acidentes de Trânsito, o risco de morrer em um acidente sobre uma motocicleta é 20 vezes maior do que uma colisão com um automóvel. Esse número sobe para 60 vezes se a pessoa não estiver usando o capacete.

Os dados foram divulgados como parte da campanha “Maio Amarelo”, do Detran. Os vídeos produzidos, baseados em fatos reais, são publicados como forma de conscientização.

Previous ArticleNext Article