Paraná não registra novos casos de sarampo há 63 dias

Redação

sarampo, paraná, casos confirmados, vacina, imunização, curitiba, região metropolitana, campanha, boletim, boletim epidemiológico, infecção, contágio, sintomas, doença - creative commons

O Paraná não registra novos casos de sarampo há 63 dias e está próximo de sair do estado de surto da doença, que não tinha contaminações no estado há 20 anos.

Para que o Paraná saia do estado de surto do sarampo é necessário que não sejam registrados novos casos da doença por 90 dias.

O levantamento de casos do sarampo neste ciclo se iniciou em agosto de 2019, sendo que foram registrados 1.536 casos da doença e outros 1.020 amostras ainda estão sob investigação.

Por isso, é possível que novos casos sejam registrados, mas são amostras colhidas em períodos anteriores ao dia 24 de abril, última data de ocorrências confirmadas no Paraná.

VACINA CONTRA SARAMPO DISPONÍVEL EM TODO ESTADO

A única forma de se resguardar contra o sarampo é por meio da imunização contra essa doença. Organizada pelo Ministério da Saúde, a campanha nacional de vacinação começou no mês de fevereiro e atualmente está focada na faixa etária de 20 a 49 anos.

O Ministério da Saúde anunciou nesta semana que prorrogou o prazo da campanha nacional de vacinação de 30 de junho até 31 de agosto para pessoas entre 20 e 49 anos.

““Estamos próximos de sairmos da situação de surto e por isso reafirmamos a importância da vacina, principalmente diante da pandemia. Estar imunizado é estar protegido”, explicou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

O sarampo é uma doença contagiosa, sendo que é possível que uma pessoa transmita para outros 18 indivíduos por meio da tosse, espirro, fala e ao respirar.

São alguns dos sintomas do sarampo a  febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele), sendo que alguns casos podem apresentar cefaleia, indisposição e diarreia.

Previous ArticleNext Article