Parques estaduais do Paraná reabrem neste sábado com 50% da capacidade de público

Jorge de Sousa

Parques estaduais do Paraná reabrem neste sábado com 50% da capacidade de público

Os parques estaduais do Paraná receberam autorização para reabrirem com 50% da capacidade de público a partir deste sábado (15).

Ao todo, 18 Unidades de Conservação receberam autorização para reabrirem suas portas para visitação com a obrigatoriedade do uso de máscara e a medição de temperatura dos visitantes na entrada.

Também foram determinadas a proibição de acampamentos, práticas esportivas coletivas e a realização de eventos nesses locais.

Confira abaixo os parques que podem ser reabertos neste sábado:

  • Parque Estadual Pico do Marumbi, Morretes;
  • Parque Estadual do Palmito, Paranaguá;
  • Parque Estadual Pico Paraná, Campina Grande do Sul e Antonina;
  • Parque Estadual Rio da Onça, Matinhos;
  • Parque Estadual Serra da Baitaca, Quatro Barras e Piraquara;
  • Parque Estadual do Monge, Lapa;
  • Parque Estadual do Cerrado, Jaguariaíva e Sengés;
  • Parque Estadual do Guartelá, Tibagi;
  • Parque Estadual do Lago Azul, Campo Mourão;
  • Parque Estadual Vila Rica do Espírito Santo, Fênix;
  • Parque Estadual Mata dos Godoy, Londrina;
  • Parque Estadual de Ibicatu, Centenário do Sul;
  • Parque Estadual de São Camilo, Palotina;
  • Parque Estadual Cabeça do Cachorro, São Pedro do Iguaçu;
  • Parque Estadual Rio Guarani, Três Barras do Paraná;
  • Monumento Natural Salto São João, Prudentópolis;
  • Parque Estadual João Paulo II, Curitiba;
  • Parque Estadual Vitório Piassa, Pato Branco.

Mesmo com a autorização do Instituto Água e Terra é de responsabilidade das Prefeituras Municipais a confirmação da reabertura dos parques, seguindo a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito da Medida Provisória (MP) 926/2020.

Mas segundo o Instituto Água e Terra, todos esses parques estaduais têm condições de atender aos visitantes com respeito às medidas de segurança contra a Covid-19.

Não receberam a autorização para reabertura a Ilha do Mel, no litoral do Paraná, e o Parque de Vila Velha, em Ponta Grossa.

O Instituto Água e Terra justificou a decisão apontando que a Ilha do Mel é uma área de vila e depende de outros protocolos de segurança junto a Secretaria Municipal de Saúde.

Já Vila Velha recebeu recentemente a concessão para a iniciativa privada e ainda está em fase de reformas, tendo a previsão de reabertura para o mês de setembro.

LEIA MAIS: Covid-19: Paraná se aproxima dos 95 mil casos, diz Sesa

Previous ArticleNext Article