Passageiros narram desespero em pouso de emergência em Londrina

Fernando Garcel


Um avião turboélice da companhia Azul teve que fazer um pouso de emergência no aeroporto Governador José Richa, em Londrina, na tarde desta quarta-feira (16). A aeronave apresentou uma pane elétrica e o motor do lado direito deixou de funcionar em pleno voo. Segundo passageiros, havia fumaça dentro da cabine. Foram cerca de 40 minutos de tensão.

O vôo AD2442 decolou de Campinas (SP) e tinha como destino Londrina. Segundo a Infraero, o comandante solicitou pouso de emergência às 15h23 e aterrissou às 15h29. A aeronave é do modelo ATR 72 600, com prefixo PR AQQ.

O pouso foi suave e acompanhado de perto por veículos do Corpo de Bombeiros. Não houve incêndio ou feridos.

Em solo, os passageiros relataram momentos de desespero. Eles afirmam terem ouvido uma explosão e logo em seguida um dos motores teria pegado fogo.

“Foi um susto grande. O motor desligou e começou um fumaceiro dentro do avião. Os comissários deixaram a gente tranquilo e dizendo que o avião funciona bem com uma única turbina”, relata um dos passageiros em entrevista à TV Tarobá.

Em nota, a Azul Linhas Aéreas afirma apenas que “tanto o pouso quando o desembarque dos passageiros aconteceu sem intercorrências”.

Efeito cascata

Depois da aterrissagem, a aeronave foi para manutenção e acabou prejudicando outros passageiros que embarcariam nela no voo de volta para Campinas, afetando conexões com voos para outros destinos.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="587050" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]