Pastor é denunciado por proibir entrada de fiéis com máscara em Igreja do Paraná

O pastor de uma Igreja de Paranaguá, no litoral do Paraná, impediu a entrada de pessoas com máscara e acabou denunciado ..

Redação - 09 de junho de 2021, 13:35

Viatura da PM responsável por atender a ocorrência. (Reprodução/JB Litoral)
Viatura da PM responsável por atender a ocorrência. (Reprodução/JB Litoral)

O pastor de uma Igreja de Paranaguá, no litoral do Paraná, impediu a entrada de pessoas com máscara e acabou denunciado à Polícia Militar (PM) por uma fiel na noite da última segunda-feira (8).

Conforme o boletim de ocorrência obtido pelo site JB Litoral, os policiais foram ao local e verificaram o descumprimento do decreto estadual. Cerca de 50 pessoas estavam sem máscaras, reunidas no culto religioso, por volta das 21h. Ou seja, todos violaram o toque de recolher determinado pelo governo do Paraná, que proíbe a circulação de pessoas entre 20h e 5h.

Após diálogo com os agentes, o pastor aceitou encerrar o culto e foi para a delegacia prestar esclarecimentos. Em nota, a Polícia Civil confirmou que o pastor teve que assinar um termo circunstanciado.

"Houve encaminhamento de um pastor pela PM por descumprimento de medidas restritivas. Foi formalizado o Termo Circunstanciado de Infração Penal e o indivíduo foi liberado", aponta a corporação.

FIEL FOI QUEM DENUNCIOU O PASTOR: "PASSANDO POR CIMA DA LEI DA TERRA, IMAGINA SE VAI RESPEITAR DEUS"

A denúncia surgiu de uma fiel da igreja: Patrícia Xavier foi quem denunciou o pastor à polícia. Em entrevista ao JB Litoral, ela relatou que contestou a proibição de entrar com máscara no ambiente.

"Quando eu cheguei, quem me abordou foi a moça que disse ser líder dos jovens. Ela falou que 'Deus falou com ele' e não era para usar máscara. Eu falei que isso não era certo, por eu ter problema de saúde. E o ambiente é muito pequeno e estava cheio de gente", conta ela.

Apesar de ser religiosa, ela ressalta que é preciso seguir os protocolos contra a Covid-19.

"Minha família toda é evangélica e é a primeira igreja que eu vejo que está com esse tipo de regra. Passando por cima da lei da terra, imagina se vai respeitar Deus", finalizou.