Polícia Civil afirma que dois suspeitos de duplo homicídio em Curitiba estão foragidos

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) afirmou nesta segunda-feira (15) que dois suspeitos do duplo homicídio em um posto de c..

Jorge de Sousa - 15 de junho de 2020, 19:43

Reprodução
Reprodução

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) afirmou nesta segunda-feira (15) que dois suspeitos do duplo homicídio em um posto de combustíveis em Curitiba estão foragidos.

Ilson Bueno de Souza Junior e Andre Bueno de Souza foram procurados em endereços ligados aos suspeitos, mas não foram encontrados pela Polícia Civil.

O suspeito de ser o mandante do crime segue preso preventivamente desde sábado (13), sendo que ele havia sido detido em flagrante na última sexta-feira (12).

Outro suspeito chegou a prestar depoimento para a Polícia Civil no sábado, mas o advogado do homem apresentou provas que mostravam que ele estava presente em outro local no momento dos assassinatos.

DUPLO HOMICÍDIO MOTIVADO POR ACERTO DE CONTAS

Igor Martinho Kalluf e Henrique Mendes Neto foram assassinados em um posto de gasolina de Curitiba na noite da última quinta-feira (11).

Kalluf foi vítima de um acerto de contas. Eles estaria negociando o recebimento de um pagamento de pedras preciosas para um cliente que representava.

Já Neto foi morto apenas por estar no local e que as mortes foram causadas por um acerto de contas contra Igor.

“O Henrique morreu porque estava junto da vítima do advogado. Ele foi chamado para lhe acompanhar e não foi esclarecido muito bem essa situação. Mas o Igor também não acreditou que estaria em perigo”, explicou a delegada responsável pelo caso, Tathiana Guzella.

Segundo a Polícia Civil, o mandante estava com uma dívida de cerca R$ 480 mil envolvendo pedras preciosas e Igor Kalluf foi o advogado contratado para a cobrança desse valor.