FAB inicia perícia para determinar as causas do acidente com avião no oeste do Paraná

Peritos do  Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) chegaram na tarde desta segunda-feira ..

Redação - 18 de novembro de 2019, 19:20

Reprodução/Tarobá/TV Band
Reprodução/Tarobá/TV Band

Peritos do  Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) chegaram na tarde desta segunda-feira (18) em Cascavel, na região oeste do Paraná, para investigar a queda de um avião de pequeno porte que deixou três pessoas mortas e uma gravemente ferida. De acordo com a FAB (Força Aérea Brasileira), a perícia visa construir o laudo que poderá determinar as causas do acidente.

O laudo será produzido por técnicos do SERIPA V, (5º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), uma das divisões do Cenipa.

A chegada da equipe de perícia em Cascavel foi confirmada pela FAB. Conforme o Centro de Investigações, os técnicos realizam um levantamento no local, que está isolado desde ontem (17). Os peritos colhem objetos e materiais que possam ajudar a identificar o motivo da queda. Além disso, devem ouvir testemunhas do acidente.

O avião de pequeno porte caiu no início da noite de ontem (17), em uma área de mata no oeste do Paraná. No acidente, morreram o piloto Magnus Boeno Padilha, o cardiologista Eduardo Frederico Borsarini Philippi e uma das filhas do médico, Fernanda Philippi, de 12 anos.

Graziela de Souza Philippi foi encaminhada em estado grave ao Hospital Universitário de Cascavel. Ela era esposa de Eduardo e mãe de Fernanda. De acordo com o HU, a sobrevivente passou por uma cirurgia e permanece internada.

DESTROÇOS SERÃO RETIRADOS APÓS PERÍCIA

Os destroços da aeronave que caiu ontem (17) no Paraná serão retirados do local nesta terça-feira (19). De acordo com o o presidente do Aeroclube de Cascavel, Rafael Salvatti, o trabalho com o trator de esteira para limpar a área começará por volta de 8h30.

A retirada dos destroços do avião será realizada com um guincho. A princípio, as partes da aeronave serão levadas para a pista do Aeroleve, no Parque Verde.

RELATO DA TESTEMUNHA DA QUEDA DO AVIÃO NO PARANÁ

A tragédia aconteceu na noite de ontem (17), no distrito de Espigão Azul, em Cascavel, no oeste do Paraná. A perícia do Cenipa também deve ouvir as testemunhas.

O primeiro a chegar ao local foi o apicultor Cleonir da Silva. Em entrevista à TV Band, ele contou que ouviu o que parecia ser o motor do avião em pane. Além disso, Cleonir também encontrou a única sobrevivente, ainda desorientada devido à pancada.

“Na verdade, estava mexendo com as abelhas a uns 500 metros. Então, eu ouvi o barulho que apagou o motor da aeronave e corri até a propriedade para chamar um amigo e prestar os primeiros socorros”, contou.

“Deparei com a aeronave destruída e uma senhora, que ainda estava consciente. Eu conversei com ela, pedi quantas pessoas estavam para lá passar para o socorro. Ela conseguiu me dar informações, mas não muito certas, acho que devido à pancada. Ela me falou que estava só com a filha, mas estavam em quatro pessoas na aeronave”, completou.

Por isso, o apicultor deve ser uma das testemunhas que serão ouvidas pelo Cenipa, que produz o laudo da perícia.

https://youtu.be/3QQTnMv5eVA

* Com informações de Ellen Santos, do Tarobanews