Procurador-Geral da Justiça orienta que Governo do Paraná revise flexibilização do isolamento

Redação

shopping ônibus coronavírus curitiba greca

O Procurador-Geral de Justiça, Gilberto Giacoia, encaminhou um ofício para o Governo do Paraná, pedindo uma revisão da flexibilização de isolamento social em todo Estado, na noite desta segunda-feira (8).

Horas antes, o MP-PR (Ministério Público do Paraná) também encaminhou uma recomendação para que a Secretaria de Estado da Saúde reveja a reabertura do comércio.

FLEXIBILIZAÇÃO DO ISOLAMENTO SOCIAL E AUMENTO DE CASOS DE CORONAVÍRUS NO PARANÁ GERA PREOCUPAÇÃO 

O documento orienta que sejam revistos, item a item, os 42 setores da economia que atualmente constam no Decreto Estadual 4.317/2020 como essenciais. Para a Procuradoria-Geral da Justiça, deve restringir-se apenas às ações que são imprescindíveis à população.

A preocupação com os serviços não essenciais abertos reflete o aumento no número de confirmações de casos nas últimas semanas.

“A liberação de qualquer atividade econômica gera, inevitavelmente, o grave perigo de impactar significativamente na ampliação exponencial de custos humanos da doença, em sobrecarga insuperável para a rede de saúde disponível, na oferta de insumos farmacêuticos e equipamentos, maior custeio da rede pública, ausência de profissionais de saúde e, pior, no acréscimo do número de óbitos (de outra forma mais contida, evitáveis)”, alerta a Procuradoria-Geral de Justiça.

Quanto aos efeitos na economia, Gilberto Giacoia enfatiza que o “MP-PR tem clareza dos dramáticos efeitos econômicos”, porém, pondera que “democraticamente, em movimento coordenado entre os entes federativos, os governos e os aparatos de financiamento e controle monetário, são e serão capazes de enfrentá-los”.

Previous ArticleNext Article