Pitbulls sob maus-tratos são resgatados, e veterinária é autuada pela polícia em Curitiba

Vinicius Cordeiro

pitbull curitiba maus-tratos paraná

Três cães da raça Pitbull com sinais de maus-tratos e desnutrição foram resgatados pela Polícia Civil do Paraná na noite desta quarta-feira (2) em Curitiba. Sob a tutela de uma médica veterinária e seu marido, os animais estavam sem água ou comida em um ambiente sujo com fezes.

A polícia chegou até o local após receber um vídeo em que apareciam os três cachorros brigando, sendo que um era gravemente atacado pelos outros dois. Esse cachorro foi encontrado em estado grave e teve de ser encaminhado a um hospital. Já os outros dois foram levados para a Casa do Produtor, onde receberam cuidados e comida.

Para o delegado Matheus Laiola, o que mais surpreendeu toda a equipe policial foi que a tutora era uma veterinária.

“Quem deveria zelar pelo bem estar dos animais os deixou naquelas condições. Eles têm lesão hepática, são animais muito debilitados. Não foi uma omissão de um ou dois dias, foram brigas frequentes”, argumenta ele.

Um vídeo gravado pela polícia mostra o desespero desses dois pitbulls por comida. “Parecia que faziam semanas que eles não comiam”, avalia o delegado.

Conforme Laiola, a médica veterinária e seu marido foram levados para a delegacia de Proteção ao Meio Ambiente. O casal foi autuado por maus-tratos e assinaram um termo circunstanciado. Eles serão julgados ainda neste ano e podem ser punidos com multa de no mínimo R$ 500 ou até um ano de prisão.

“Estamos finalizando a investigação. Falta juntar os documentos para comprovar os maus-tratos e encaminhar cópia para o Conselho Regional de Medicina Veterinária, aí eles vão responder perante juiz e promotor”, completa Laiola.

PITBULLS TÊM FERIDAS CRÔNICAS, DIZ VETERINÁRIA QUE OS ATENDEU

Beatriz Graça, médica veterinária da Casa do Produtor, fez um diagnóstico inicial que preocupou a polícia. Segundo ela, os cães da raça Pitbull podem ser bastante territorialistas e ambientes como o que eles estavam podem gerar muito estresse.

“A gente pode notar é que os cachorros estão super magros, desnutridos. Eles estão bom bastante fome, ficaram bem loucos com comida. Às vezes não davam o tanto que eles necessitavam ou ficavam sem se alimentar”, disse ela.

As costelas expostas de um dos pitbulls indica a desnutrição.(Divulgação/Polícia Civil)

Sobre o estado dos animais, ela falou que os machucados infeccionados devem machucar bastante os cachorros. Enquanto um deles estava com muitas feridas no rosto, o outro chegou com uma das patas dianteiras com sangue.

“Esse está com bastante feridas na face. Está bastante inchado, alguns lugares que apertamos saem pus, ou seja, tem feridas que são crônicas e mais antigas”, finalizou.

Um dos pitbulls resgatados pela polícia em Curitiba. (Divulgação/Polícia Civil)

Previous ArticleNext Article