PM atira em cachorro e revolta moradores de Piraquara

Fernando Garcel

Um cachorro que foi ferido por um tiro disparado por um policial militar em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, deve passar por uma cirurgia entre esta segunda e terça-feira (5) para reconstituição do céu da boca. Durante uma abordagem no domingo à tarde, um policial teria disparado contra o cachorro e causou revolta de moradores.

De acordo com protetores de animais que atenderam a ocorrência, os policiais estavam em uma uma abordagem de rotina no local quando um dos homens teria resistido. Com a movimentação, o cachorro, que estava amarrado, ficou agitado. Um dos policiais teria se irritado com o cachorro e disparou contra ele. Houve revolta dos moradores que viram a ação, os policiais foram acuados e foram embora.

Protetoras dos animais conhecidas no bairro foram procuradas para levar o cão a um hospital veterinário. A protetora voluntária, Rosiane Nascimento, que trabalha no setor de Proteção Animal da Prefeitura de Piraquara, foi uma das primeiras a chegar. Os moradores disseram para ela que o policial atirou sem motivo, já que o cachorro seria dócil e estava amarrado.

24301025_1929362260414225_6833178002853881488_n (1)“O cachorro estava latindo, mas em momento nenhum chegou a atacar. O rapaz que estava com fuzil na mão, segundo os moradores, guardou o fuzil e sacou a arma menor e atirou contra o animal. O pessoal se revoltou e disse que ia chamar os protetores e os policiais foram embora. Cheguei lá a situação era trágica, o cachorro estava com a boca estourada e na corrente, uma corrente curta”, conta Rosiane.

O cachorro vira-lata, de médio porte, chamado Thor, foi encaminhado a uma clínica veterinária. Ele deve passar por uma cirurgia para reconstituir parte do céu da boca.

“Ele foi atendido em uma clínica em Piraquara para dar o primeiro atendimento para ele ser estabilizado. Foi suturado o céu da boca e ele está sedado. Ele foi encaminhado para o hospital Garra, onde vai fazer uma cirurgia delicada, bem complicada, que não vai sair por menos de R$ 2 mil”, conta a protetora.

A cirurgia deve ser paga por voluntários. Quem quiser ajudar no custeio deve entrar em contato com o Hospital Veterinário Garra, pessoalmente ou pelo telefone 3362-0206. Thor está estabilizado e medicado.

Outro lado

A assessoria da Polícia Militar informou que durante uma abordagem em Piraquara um suspeito correu e foi parado em um terreno na região. Diferente da versão dos moradores, o PM responsável pela abordagem contou que foi mordido pelo cachorro e que disparou um tiro na boca do animal para que soltasse a perna dele. A assessoria afirmou que o PM ficou ferido e foi atendido em um pronto-socorro de Piraquara. Ele tomou uma injeção antirrábica e foi liberado. A Polícia Militar abriu um procedimento administrativo para investigar o caso.

Previous ArticleNext Article