PM diz que airbag de viatura motivou acidente que matou quatro

William Bittar - CBN Curitiba


O policial militar que dirigia a viatura que atropelou e matou quatro mulheres em um ponto de ônibus, na Linha Verde, em Curitiba, na tarde de terça-feira (31), prestou depoimento na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) da Polícia Civil, que investiga o caso.

O policial contou que estava trafegando pela canaleta de ônibus quando tentou desviar de uma pessoa que atravessava a via e perdeu o controle do carro. De acordo com o delegado Vinícius Augusto de Carvalho, responsável pelo caso, o motorista afirmou que estava em velocidade compatível com a rodovia e utilizava o giroflex e a sirene.

Carvalho também relatou que foi descartado o uso de substâncias e que, por enquanto, o atropelamento é tratado como uma fatalidade. O delegado ressaltou, no entanto, que o outro policial envolvido no acidente será ouvido, assim como algumas testemunhas.

Além dos depoimentos, a Dedetran também vai analisar câmeras de segurança da região, como a divulgada pela Polícia Rodoviária Federal, que mostra a viatura policial momentos antes dos atropelamentos. O caso é investigado como crime de trânsito.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="541630" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]