PM usa helicóptero para salvar bebê que precisava de atendimento rápido

Mariana Ohde


Uma aeronave do Batalhão de Operações Aéreas (BPMOA) foi usada na tarde deste sábado (17) para levar um bebê com cardiopatia congênita de Umuarama até Londrina – um percurso de 340 km que poderia durar cerca de quatro horas de carro. A criança tem apenas três meses e precisava passar por uma cirurgia com urgência. O bebê chegou à ambulância do Samu para ser atendida no hospital após aproximadamente uma hora de voo.

Segundo o porta-voz da unidade, tenente João Paulo de Toledo Lazaroto, somente em Londrina haveria a possibilidade de operar o bebê. Devido à distância entre Umuarama e Londrina, o BPMOA foi acionado para fazer a remoção aeromédica. “Devido a gravidade do quadro de saúde da criança, era imprescindível que o transporte fosse aéreo, caso contrário poderia afetar a sobrevida do paciente. Nossas equipes estão sempre preparadas para pronto emprego a fim de salvar vidas”, disse o tenente Lazaroto.

A cardiopatia congênita é uma anormalidade na estrutura ou na função do coração, presente desde o nascimento.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal