Polícia fecha “mini” posto de combustíveis clandestino em Curitiba

Andreza Rossini


A Polícia Civil prendeu um homem, de 34 anos, suspeito de comercializar combustível de forma clandestina, no bairro Campo do Santana, em Curitiba.

De acordo com o 13º Distrito Policial (DP)  da capital, o suspeito havia montado um “mini” posto de combustíveis na sua própria casa, onde foram apreendidos 170 litros de gasolina, armazenados armazenados em cinco galões de 20 litros e um de 50 litros, além de aproximadamente 90 galões plásticos para armazenamento de combustíveis. Conforme apurado pela equipe, o homem revendia o produto por R$3 – o litro.

As investigações começaram por meio de denúncias anônimas. O homem também atendia e entregava o combustível na residência de compradores que o solicitassem.

De acordo com o delegado-titular, Gerson Alves Machado, o suspeito informou para a equipe que comprava o produto de motoristas de caminhão-tanque que transportavam gasolina para abastecer postos de combustíveis de Curitiba. “Entretanto ele não declinou exatamente quem seria o seu fornecedor. Razão pela qual as investigações continuam com o intuito de identificar e responsabilizar demais pessoas envolvidas, pois essa venda também era feita de forma ilegal”, completa Machado.

O delegado informa ainda que o suspeito além de responder por crimes contra a ordem econômica e contra o meio ambiente, também responderá por crime contra administração pública, pois no momento do flagrante tentou subornar os policiais lhes oferecendo R$1 mil para que não fizessem a prisão.

O homem foi encaminhado ao 13º DP, onde foi autuado por adquirir, distribuir e revender derivados de petróleo, causar poluição por resíduo sólido, liquido, gasoso ou detrito, bem como por corrupção ativa. O suspeito encontra-se preso no Setor de Carceragem Temporária (Secat) da unidade e permanece detido à disposição da Justiça.

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

Previous ArticleNext Article