Policiais da reserva começam capacitação para atuar em escolas estaduais

Angelo Sfair - BandNews FM Curitiba


 

Cem policiais militares da reserva selecionados para atuar em escolas estaduais estão prestes a reforçar a segurança nas instituições mais vulneráveis. Eles começaram nesta semana (02) os cursos de treinamento. Após as 20 horas previstas de capacitação e aperfeiçoamento, os militares estarão liberados para começar os trabalhos imediatamente. Os cursos acontecem em São José dos Pinhais (região metropolitana), Londrina (norte) e Foz do Iguaçu (oeste).

O comandante do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária, tenente-coronel Mario Jorge Alves Lopes, explica que os militares em capacitação passaram por todas as etapas do edital: “Essa é a última fase do processo de seleção e formação deles, para que possam começar a atuar no Programa Escola Segura, que visa aumentar a segurança da comunidade escolar”.

O primeiro edital do programa Escola Segura chegou a ser cancelado por causa das reclamações da classe policial. Eles pediam, entre outras demandas, a substituição do pagamento em diárias por um salário mensal.

Na segunda versão do edital, estão previstos pagamentos de até R$ 3,8 mil. O sargento da reserva Adeilson Borges Ferreira viu no projeto uma chance de voltar à ativa. Ele vai reforçar a segurança em escolas de Londrina: “Eu me aposentei novo e tenho saudade da farda. Esse programa é muito bom para que a Polícia Militar e os alunos possam interagir”.

O programa prevê a presença de policiais militares da reserva nas escolas estaduais em dois turnos: das 7h às 15h; das 15h às 23h. Além do reforço policial, o projeto também pretende integrar os setores de inteligência, aumentar as ações preventivas, desenvolver atividades que envolvam a comunidade escolar e combater crimes relacionados ao tráfico de drogas.

Previous ArticleNext Article