Policiais que cobravam por serviços em delegacia são denunciadas pelo MP

Fernando Garcel


Duas policiais civis e uma servidora pública que atuavam na delegacia de polícia de Altônia, no Noroeste do Paraná, foram denunciadas pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), por meio da Promotoria de Justiça do município. Elas são acusadas de tentar cobrar adicionais para a prestação de serviços, ou para deixar de presta-los à população.

Segundo as investigações, as três funcionárias públicas teriam exigido aproximadamente R$ 5 mil de uma pessoa e de seu advogado para registrar um boletim de ocorrência por estelionato. Anteriormente, a mesma vítima já teria recebido a proposta de pagar igual valor para que duas das acusadas deixassem de encaminhar para a Justiça uma acusação de injúria, que pesava contra ela.

As duas situações configuram prática do crime de corrupção passiva pelas servidoras públicas, na esfera penal, e de improbidade administrativa, na cível. Eventual condenação por improbidade pode levar à perda da função pública e ao pagamento de multa, entre outras sanções.

O trabalho de investigação, que resultou na propositura da ação, recebeu suporte do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) da equipe de Foz do Iguaçu, no oeste do estado, braço do MP-PR que atua também no controle externo da atividade policial.

Previous ArticleNext Article