Cuidadoras matam idosa de 93 anos para roubar dinheiro

Mariana Ohde

Com BandNews Curitiba

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu, na quarta-feira (21), duas mulheres, de 45 e 30 anos, suspeitas de matar uma idosa de 93 anos. As duas trabalhavam como cuidadoras de Dirneice Hoff Barbosa e teriam cometido o crime para roubar a senhora.

Dirneice foi encontrada morta por asfixia no dia 6 de setembro de 2017, em sua casa, no bairro Parolin, em Curitiba. Segundo o delegado responsável pelo caso, Cássio André Dias Conceição, no dia do crime, uma das suspeitas entrou na residência durante a tarde e ficou escondida na cozinha até anoitecer.

“Quando a vítima adormeceu, as mulheres foram até o seu quarto e a asfixiaram. Uma utilizou o pano molhado com querosene e a outra o travesseiro”, informa o delegado.


Ainda segundo a polícia, logo após o assassinato, a suspeitas teriam roubado um cartão bancário da vítima e sacado R$ 1,3 mil em um banco.

As prisões das mulheres foram feitas em Fazenda Rio Grande e em Curitiba, no bairro Novo Mundo. No momento da prisão, elas trabalhavam cuidando de crianças.

Ao serem ouvidas na delegacia, a mulher de 30 anos confessou o crime e deu detalhes da ação. “Ela relatou que as duas haviam planejado a morte da idosa um dia antes, e que a ideia teria sido de sua colega, a mulher de 45 anos, que nega que tenha participado. No entanto, os elementos colhidos na fase de investigação comprovam sua participação no fato”, afirma o delegado.

“Ela deixou claro que elas queriam matar para roubar”, disse o delegado. “Tanto o pano com querosene quanto o travesseiro foram encontrados no local do crime. Elas usaram isso para desmaiar, asfixiar e causar a morte da vítima”, conta.

As mulheres não possuíam passagens policiais e foram indiciadas pelo crime de latrocínio. Se condenadas, podem pegar até 30 anos de prisão.

Ambas estão presas no Setor de Carceragem Temporária (Sacat) da DHPP, onde aguardam à disposição da Justiça.

 

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook