Polícia marca reconstituição da morte de youtuber

Andreza Rossini

A Polícia Civil agendou para a próxima quinta-feira (22), a reconstituição da morte da youtuber Isabelly Cristine, que aconteceu após uma briga de trânsito, no litoral do Paraná. O procedimento será feito a pedido da defesa dos irmãos Everton e Cleverson Vargas, acusados pelo crime.

Na quarta-feira (21), os irmãos  prestam novo depoimento as autoridades policiais. O motorista do carro em que estava Isabelly e a mãe da vítima também serão ouvidas pelos policiais.

Em entrevista coletiva na última semana, o advogado Claudio Dalledone declarou que existe uma gravação do que aconteceu e que deve pedir a reconstituição do crime. Segundo a defesa, o carro em que estava a jovem estava acima da velocidade, ultrapassou pela direita e deu um “cavalo de pau” na pista. “Eles são ultrapassados em uma manobra proibida. Andar no acostamento já é uma infração. Naquele momento, em um erro plenamente justificado, eles acharam que estavam sendo abordados. Na iminência de serem assaltados”, alega a defesa.

Ainda segundo a defesa, um corpo de peritos deve apontar um desnível na pista e que os disparos não foram na direção do veículo. Dalledone afirma que os disparos foram para cima. “Ele estava armado e errou por conta e risco. Ele estava armado porque queria defender a si e aos seus. Errou e tem que pagar por isso […], mas uma abordagem daquela maneira fez com que ele agisse por um erro completamente justificável”, justifica Dalledone.


Doação de órgãos

O paciente que recebeu o fígado da youtuber morreu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba.

O boletim médico divulgado pela assessoria do hospital afirmou que ele faleceu recentemente, mesmo sob cuidados intensivos.

Os rins e pâncreas de Isabelly também foram doados, assim como o cabelo.

O crime

O corpo da jovem Isabelly Cristine dos Santos foi sepultado na manhã desta sexta-feira (16), no Cemitério Municipal Nossa Senhora do Carmo, em Paranaguá, no Litoral do Estado. A adolescente morreu após levar um tiro na cabeça, na madrugada da última quarta-feira (14), quando voltava para casa, pela PR-412, entre os balneários de Ipanema e Praia de Leste, em Pontal do Paraná.

Após a confirmação da morte cerebral, a família da vítima autorizou a doação dos órgãos e quatro deles foram encaminhados para transplante. O pâncreas foi levado para São Paulo, um dos rins foi para o Ceará e outro para Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, e o fígado foi encaminhado para Curitiba, onde um paciente já foi transplantado.

 

 

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook