Política de separação de presos por ‘perfil’ deve ser expandida para o interior

Angelo Sfair - BandNews FM Curitiba

Detentos

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR) concluiu neste mês a divisão dos presídios e carceragens de Curitiba. Agora, cada unidade recebe um tipo específico de preso. Segundo o Depen-PR, esta é uma medida preventiva que começou a ser desenvolvida há alguns anos. O objetivo é aumentar a segurança no sistema penitenciário e evitar tragédias em momentos de crise.

O diretor do Depen-PR, Francisco Alberto Caricati, explica que a prioridade era isolar facções criminosa rivais. Em um segundo momento, os presos começaram a ser separados pelo tipo de crime. “Constatamos que, em situações de crise, pode haver confronto entre facções rivais. A tendencia já era fazer a separação”, disse. “O objetivo das mudanças é separar perfis por unidade e não apenas por galerias, como vinha acontecendo”, explica.

Em Curitiba, a nova política de encarceramento foi integralmente implantada no início de maio. A direção do Depen-PR afirma que, aos poucos, as mudanças chegam ao interior. “De acordo com nossa estrutura, a gente tem feito essa separação e a gente já observa uma grande evolução se comparado com o cenário que a gente via há um mês atrás”.

Não há um prazo definido para que a política de separação de presos seja aplicada em todo o estado. De acordo com o Depen-PR, o Estado não tem a estrutura necessária para que a mudança seja implementada de forma simultânea e integral.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="618604" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]