Porão de bagagens abre e piloto aborta decolagem em Curitiba; Fachin estava no voo

Um avião da Latam Airlines Brasil, que que saia do Aeroporto Afonso Pena, na Região Metropolitana de Curitiba, com desti..

Redação - 25 de janeiro de 2019, 12:23

Um avião da Latam Airlines Brasil, que que saia do Aeroporto Afonso Pena, na Região Metropolitana de Curitiba, com destino ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, precisou abortar a decolagem nesta quinta-feira (24). O avião já havia acelerado para levantar voo quando o piloto precisou frear e cancelar a operação devido a abertura das portas do porão de bagagens.

"Nunca ouvi alguém falar de algo assim. Arremeter é tranquilo. O susto foi enorme e o silêncio absoluto", disse o psicólogo Tonio Luna que estava na aeronave.

Em entrevista à Rádio CBN, o psicólogo relatou que o susto foi ainda maior quando percebeu que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin estava a bordo com a esposa nas poltronas de trás. "É bom agouro ou mau agouro? Enfim, na minha cabeça passou uma brincadeira mas não teria intimidade para dizer algo nesse sentido", disse o psicólogo em referência a queda do avião que matou o ex-ministro Teori Zavascki, no Rio de Janeiro, em 2017.

"Foi uma frenagem muito forte e brusca. Ele parou com tudo... demorou alguns minutos e o comandante avisou que havia indicação de que a porta de bagagem tinha se aberto e então voltamos para o terminal para verificarem o que estava acontecendo", comenta o passageiro.

Em nota, a LATAM Airlines Brasil informou que, devido a uma questão técnica, o voo LA3032 interrompeu o procedimento de decolagem, ainda em solo, em completa segurança. A companhia ressalta que abortar a decolagem é um procedimento padrão de segurança na aviação, e que segue as mais rigorosas normas, atendendo a regulamentação das autoridades brasileiras e internacionais.