Postos de saúde ficam sem vacina contra gripe

Fernando Garcel


Com informações de Rosangela Gris | Metro Jornal Maringá

Pelo menos 11 unidades básicas de saúde de Maringá, no noroeste do Paraná, começaram a semana sem vacina contra a gripe.

O desabastecimento, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ocorreu por causa do atraso na entrega da nova remessa de vacinas. “Em alguns postos as doses terminaram na quinta-feira (20) e os estoques não foram repostos porque a remessa que deveria ter sido entregue na sexta-feira (21) não chegou por causa do feriado”, explicou o secretário de Saúde de Maringá, Jair Biatto.

Em nota, a secretaria informou que Maringá recebeu até agora apenas o primeiro lote de vacinas com 36 mil doses do total previsto de 121.548. O secretário disse ainda acreditar que o novo lote deve chegar entre hoje e amanhã. “A população pode ficar tranquila que ninguém ficará sem vacina”, assegurou. Até lá, a orientação para a comunidade é ligar para o posto de saúde antes de se deslocar e informar-se sobre a disponibilidade ou não da vacina.

> Posto de saúde tem atendimento suspenso após invasão no feriado

O Ministério da Saúde teria repassado ao Paraná 42% do total de doses previstas para a atual campanha. O último dia de vacinação é em 26 de maio.

Estimativas de vacinação

Em Maringá, a estimativa é vacinar 121.548 pessoas entre trabalhadores de saúde, indígenas, crianças de seis meses a 5 anos, gestantes, puérperas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, idosos acima dos 60 anos, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Duas mortes por gripe 

Na semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde de Cascavel confirmou a primeira morte por gripe H3N2, do tipo Influenza. Odair Veronese, de 50 anos, morreu no último domingo (16), no Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP).

> Saúde confirma primeiro caso de morte por gripe em Cascavel

Odair foi encaminhado para o hospital no dia 22 de março, após um mal estar, e permaneceu internado. Exames apontaram a causa da morte, como o vírus H3N2.

Essa é a segunda morte por gripe registrada neste ano no Paraná. Em fevereiro, uma mulher de 79 anos, morreu por complicações causadas pelo vírus Influenza B. Ela não havia tomado a vacina contra a gripe.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="426985" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]