Prefeito veta lei que revogava redução de salários de vereadores no Paraná

Com informações BandNews FM CuritibaO prefeito de Jacarezinho, Norte do Paraná, Sérgio Eduardo de Faria (DEM), vetou nes..

Narley Resende - 21 de junho de 2016, 12:00

Com informações BandNews FM Curitiba

O prefeito de Jacarezinho, Norte do Paraná, Sérgio Eduardo de Faria (DEM), vetou nesta segunda-feira (20) a tentativa da Câmara Municipal de revogar uma lei criada em 2015 que reduzia o salário dos vereadores. O Legislativo aprovou na semana passada a anulação da redução dos vencimentos.

De acordo com o Observatório Social da cidade, a votação entrou na pauta de última hora. O Ministério Público (MP-PR) também pediu nesta segunda-feira a revogação das votações na Câmara, porque o processo não teria sido cumprido corretamente.

Agora, ainda sem data definida, o veto do prefeito vai ser votado na Câmara e pode ser derrubado.

Em agosto de 2015, depois de grande manifestação popular, os vereadores aprovaram uma lei que reduziu em 30% os salários. De R$ 6.200 eles passaram a receber R$ 4.340. É essa lei que eles tentam revogar.

Protestos

O anúncio da redução de 30% já tinha sido motivo de revolta entre os moradores, que exigiram um corte maior. No dia 3 de agosto, por causa da revolta dos moradores da cidade o presidente da Câmara de Vereadores precisou ir embora em um camburão da Polícia Militar. Valdir Maldonado (PDT) havia se recusado a colocar em discussão o projeto de iniciativa popular.

A iniciativa da população de Jacarezinho é semelhante ao caso da cidade vizinha, Santo Antônio da Platina. Em junho do ano passado, a pressão dos moradores, que lotaram a Câmara, fez com que os vereadores não votassem um projeto de aumento nos próprios salários e ainda conseguiram um feito inédito no Paraná, fizeram os parlamentares reduzirem os valores para R$ 970.

Por telefone, a assessoria de Valdir Maldonado informou nesta que ele estava em viagem e que não poderia atender a reportagem.