Prefeitura de Curitiba promete ampliar fiscalização de esgoto irregular

Cristina Seciuk - CBN

As ações de intensificação serão bancadas com recursos do Fundo Municipal do Meio Ambiente, criado recentemente após autorização da Câmara e assinatura de novo contrato de saneamento ambiental com a Sanepar.

A alteração contratual prevê repasse de R$ 943 milhões para ações como limpeza e monitoramento de rios, ações de educação, obras de contenção de cheias, criação de parques e praças.

A ampliação das atividades de fiscalização das ligações irregulares de esgoto deve começar no segundo semestre e será feita com aumento no número de equipes e da frequência da atividade nos rios e córregos que cortam o município.

O trabalho, que já é feito pelo Departamento de Saneamento de Recursos Hídricos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, funciona por meio de vistorias com o uso de corante em pias, vasos sanitários, ralos e calhas. Se o líquido pigmentado for identificado no rio, o proprietário é notificado para regularização, ou seja, para fazer a ligação correta na rede existente.


Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook