Prefeitura embarga escritório da Uber em Maringá

A empresa Uber, que opera um aplicativo de caronas pagas que opera em mais de 400 cidades e 70 países, teve o escritório..

Fernando Garcel - 19 de janeiro de 2017, 12:48

A empresa Uber, que opera um aplicativo de caronas pagas que opera em mais de 400 cidades e 70 países, teve o escritório embargado pela prefeitura de Maringá na tarde desta quarta-feira (18) por falta de alvará de funcionamento.

> Taxista é preso após briga com motorista do Uber na rodoviária de Curitiba

> Taxistas protestam contra motoristas do Uber em Londrina

O serviço, em funcionamento desde a semana passada, não é regulamentado na cidade. Em nota, a administração da cidade esclareceu que “a localização de quaisquer atividades no município depende de prévio alvará de licença”, conforme prevê a lei municipal nº 888/2011. Ainda de acordo com a prefeitura, em caso de descumprimento, a empresa será multada em R$ 990,90 e poderá dobrar, além de poder ter o escritório interditado.

notifica_uber

> Uber começa a operar em Maringá

> Câmara cria comissão especial para analisar regulamentação do Uber

Também ontem, o prefeito Ulisses Maia se reuniu com taxistas contrários ao Uber. Uma comissão foi formada para deliberar sobre o assunto. “A Uber é uma realidade nas principais cidades do Brasil e do mundo. Proibir, apenas por proibir, em outras cidades não deu certo. Queremos construir juntos uma solução para o problema”, disse o prefeito.