Visitas em presídios no PR estão suspensas após morte de agente

Francielly Azevedo

Conselho de Direitos Humanos pede plano de testes em presídios no Paraná

O Sindarspen (Sindicato dos Policiais Penais do Paraná) decidiu suspender algumas atividades em presídios do Paraná após a morte do agente penitenciário Edson Cardoso, de 57 anos. O comunicado foi enviado neste sábado (21) em nota à imprensa.

Estão suspensas, desde essa sexta-feira (20), as movimentações de presos e as visitas de familiares nas unidades penais de todo o estado durante o final de semana. Estão mantidos apenas os serviços de alimentação, emergências médicas e cumprimento de alvarás.

Segundo o sindicato, a medida se fez necessária por questões de segurança nos presídios e cadeias públicas. “O assassinato de Cardoso aconteceu em circunstâncias ainda não esclarecidas e suscitou alerta quanto à possibilidade de novos atentados contra policiais penais”, diz a nota.

O Sindarspen informa que na portaria das unidades prisionais, as famílias que chegam para visita estão sendo esclarecidas do ocorrido.

AGENTE PENITENCIÁRIO ASSASSINADO

Cardoso foi assassinado ontem na porta de casa, no bairro Pinheirinho, em Curitiba, com um tiro na cabeça. Servidor do sistema penitenciário desde 2008, ele se destacava pela mansidão, responsabilidade e respeito com todos em sua volta. Sua morte causou muita comoção em todo o estado.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.