Preso, vereador reeleito tomará posse em penitenciária no PR

Fernando Garcel


O vereador reeleito de Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná, Claudelei Torrente Lima (PT) vai tomar posse do cargo em cerimônia realizada dentro da Penitenciária Industrial de Cascavel, onde está preso, na próxima quarta-feira (18). Ele foi o vereador mais votado do município com 1.037 votos.

Lima foi preso no dia 4 de novembro durante a Operação Castra que investiga uma organização criminosa que agia como uma milicia armada e cometia furtos, roubos, invasões de propriedades, incêndios criminosos e cárcere privado. Além do parlamentar, outras 13 pessoas, incluindo integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), também presas.

> Operação Castra não tem como objetivo reprimir o MST, diz delegado
> Operação mira integrantes do MST e vereador eleito no Paraná

O pedido para que a cerimonia fosse realizada no presídio partiu do  presidente da Câmara Municipal, Eleandro da Silva (SSD), e foi confirmado pelo Departamento Penitenciário Estadual (Depen), nesta sexta-feira (13). Pelo regimento da Câmara Municipal, o prazo para que o vereador tome posso é de até 15 dias após a primeira sessão ordinária da Casa e que deve acontecer no dia 6 de fevereiro.

Leia também:
> Vereadores presos conseguem autorização da Justiça para tomar posse em Foz
> Operação Pecúlio prende 12 dos 15 vereadores de Foz do Iguaçu

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="408589" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]