Presos da Central de Flagrante se rebelam por causa de superlotação

 Após promessas de transferências, presos da Central de Flagrantes no Centro de Curitiba encerraram um motim..

Angelo Sfair - BandNews FM Curitiba - 07 de maio de 2019, 15:43

 

Após promessas de transferências, presos da Central de Flagrantes no Centro de Curitiba encerraram um motim realizado na madrugada de hoje (07). Os detentos protestaram contra a superlotação da carceragem, que tem capacidade para 35 pessoas, mas abriga quase o dobro do limite: 64 presos.

O descontentamento se transformou num início de rebelião quando novos detentos foram levados a esta unidade no bairro Portão. O tumulto foi controlado com apoio do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE). Segundo a Polícia Civil, ninguém ficou ferido e não houve fugas.

Durante a madrugada, os encarcerados impediram a entrada dos novos presos. Eles argumentavam que a carceragem não comportaria mais pessoas. Parte da estrutura da foi depredada durante a revolta, como canos e grades. Por meio de nota, a Polícia Civil informou que os reparos foram concluídos ainda durante a manhã.

O Departamento Penitenciário (Depen-PR), por meio da direção-geral, informou que não se manifestará sobre o motim porque a carceragem é de responsabilidade compartilhada. A Central de Flagrantes é um local de “passagem”.

Os presos que não conseguem a liberdade na audiência de custódia permanecem nesta carceragem até que haja disponibilidade de vagas no sistema penitenciário. As transferências, segundo a Polícia Civil, acontecem todas as semanas.