Presos, vereadores de Foz do Iguaçu tomarão posse na quarta-feira

Fernando Garcel


Cinco vereadores reeleitos presos pela Operação Pecúlio em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, vão tomar posse do mandato nesta quarta-feira  (18) às 10h, de acordo com a Câmara do município. A data foi confirmada após a Justiça deferir as liminares de Anice Gazzaoui (PTN), Rudinei de Moura (PEN), Darci Siqueira “DRM” (PTN), Edílio Dall’Agnol (PSC) e Luiz Queiroga (DEM).

> Operação Pecúlio prende 12 dos 15 vereadores de Foz do Iguaçu

Os parlamentares foram presos preventivamente, sem prazo determinado para deixar a prisão, durante a 5ª fase da Operação Pecúlio. A investigação da Polícia Federal (PF) apura o esquema de prática de crimes contra a administração pública de Foz do Iguaçu e de corrupção nas licitações do município com recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Sistema Único de Saúde (SUS).v

> Todas as obras investigadas pela Operação Pecúlio apresentam irregularidades, diz PF

Na última decisão, o juiz Alessandro Motter afirma que a posse dos vereadores foi garantida à eles através dos votos de seus eleitores e, portanto, a Justiça não poderia deslegitimar a decisão popular. “Deve-se esclarecer, mais uma vez, que não é o Poder Judiciário que está legitimando a posse dos impetrantes por esta decisão. A posse foi legitimada pelo voto dos eleitores dos impetrantes, que nas últimas eleições votaram neles e, com isso, confiaram-lhes o mandato de vereador”, declarou o juiz substituto.

> Defesa de vereadora presa em Foz entra com mandado de segurança contra anulação da posse

Ex-prefeito preso

Além dos vereadores, o ex-prefeito Reni Pereira (PSB) também havia sido detido pela PF acusado de chefiar a organização criminosa que fraudava concorrências públicas para a contratação de obras e serviços de Saúde pela Prefeitura. O ex-prefeito foi indiciado pelos crimes de corrupção ativa e passiva, usurpação de função pública, fraudes a licitações, peculato e formação de quadrilha, além de coação no curso de inquérito policial e também da ação penal.

Previous ArticleNext Article