Com previsão de novo temporal, cidades do Paraná tentam se recuperar de estragos

Redação


Cidades das regiões oeste e noroeste do Paraná tentam se recuperar dos estragos causadas pelo temporal que atingiu o estado ontem, quinta-feira (14), em meio a um novo alerta de pancadas de chuvas e rajadas de vento.

De acordo com a Copel, a tempestade deixou ao menos 286 postes quebrados e 330 mil unidades consumidoras sem energia. Nesta manhã, em todo o Paraná, a companhia de energia registra 71 mil unidades com o fornecimento de energia interrompido. Destas, cerca de 36 mil casas estão nas regiões Oeste e Sudoeste.

Conforme o Simepar, a sexta-feira será de tempo bastante instável no estado. Desde a madrugada ocorrem pancadas fortes de chuva, com muitos raios, em parte do estado. Pela manha~, choveu  de forma mais generalizada entre as áreas ao sul, central e oeste do Estado.

Porém, até a tarde, o temporal também chega com um pouco mais de abrangência em outras regiões do Paraná. Existe um potencial para queda de granizo e rajadas de vento moderadas/fortes nas próximas horas entre municípios do oeste e noroeste.

Em Curitiba, a chuva chegou no final da manhã de sexta-feira com previsão precipitação acumulada estimada em 16,2mm, além de ventos que possam alcançar 72 km/h. Os fortes ventos criam condições para quedas de árvore, de estruturas e de destelhamentos. Por isso, é importante se manter em local seguro.

As rajadas de ventos que causaram estragos em diversas cidades do Paraná ultrapassaram 100 km/h. É o caso de Palotina e Assis Chateaubriand. Em Toledo os ventos alcançaram 86 km/h. Em Foz do Iguaçu, por exemplo, pelo menos 30 árvores caíram e oito casas ficaram destelhadas.

Em Jesuítas, o que chamou a atenção foi a torre do frigorífico da Copacol ser encontrada totalmente retorcida após a passagem do temporal. Por sorte, não houve registro de vítimas.

A Copel lembra que, em dias de tempestades, deve-se manter distância de situações que possam oferecer riscos, como postes quebrados e fios rompidos. A falta de luz pode ser comunicada pelo site e aplicativo, pelo telefone 0800 51 00 116 e pelo WhatsApp 41 3013-8973.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="796707" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]