Feriado prolongado terá reforço de policiais nas estradas; acompanhe o trânsito em tempo real

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) já trabalha para reforçar a segurança de motoristas durante o feriado prolongado do D..

Fernando Garcel - 27 de abril de 2018, 16:57

Foto: Divulgação/PRF
Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) já trabalha para reforçar a segurança de motoristas durante o feriado prolongado do Dia do Trabalhador. Até terça-feira (1º), agentes da PRF vão estar fiscalizando excesso de velocidade, embriaguez ao volante, ultrapassagens irregulares e outras infrações em todas as estradas federais do País. No mesmo feriado do ano passado, 11 pessoas morreram e 83 ficaram feridas em acidentes nas estradas federais, de acordo com a PRF.

Durante os próximos cinco dias, a corporação vai promover ações de educação para o trânsito, com o objetivo de reduzir o número de acidentes e promover a segurança e a fluidez das vias a usuários de rodovias federais.

De acordo com a PRF, também serão realizadas ações operacionais direcionadas ao combate à criminalidade. Serão utilizados, ao todo, 1.140 viaturas, 242 motocicletas e 1.824 aparelhos de etilômetro, também conhecido como bafômetro.

Durante o período da operação, a corporação contará com reforço na fiscalização de motocicletas, com foco em infrações que potencializam a ocorrência de acidentes de maior gravidade, como o não uso do capacete e de equipamentos obrigatórios e falhas no sistema de iluminação.

Estradas paranaenses

Nas estradas de responsabilidade da Polícia Rodoviária Estadual, o policiamento também começa nesta sexta-feira e segue até a meia noite de terça-feira.

O trabalho dos policiais rodoviários envolve o patrulhamento ostensivo nos trechos das rodovias que possuem maior tráfego de veículos, fiscalização com radares móveis nos pontos onde há maior registros de excesso de velocidade, além de operações para combater a embriaguez ao volante.

Segundo o comandante da 1º Companhia do Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual, Capitão Cunha, saber das condições do veículo, freios, combustíveis e respeitar a sinalização são suficientes para garantir uma viagem segura. De acordo com o capitão, o motorista que dirige sob efeito de álcool e for pego em flagrante, pode ser multado e até mesmo preso. "Se tiver uma pequena dosagem de álcool, o motorista vai ser notificado e se for mais grave será preso em flagrante", aponta.

Acompanhe as estradas em tempo real: