Processo que pode cassar prefeito de Matinhos é suspenso após furto do relatório

Andreza Rossini

Repórter Fábio Buchmann da CBN Curitiba

A Câmara Municipal de Matinhos, no litoral do Paraná, cancelou na semana passada a sessão extraordinária em que seria votado o pedido de cassação do prefeito da cidade, Ruy Hauer Reichert (PR).

O edital de cancelamento foi assinado pelo presidente da Câmara Municipal de Matinhos, vereador Gerson da Silva Jr., do PPS. Segundo o texto, a sessão foi suspensa em virtude de furto qualificado ao processo elaborado pela Comissão Processante criada na Casa.

Todas as peças processuais referentes à denúncia apresentada sobre possíveis infrações político-administrativas cometidas pelo Prefeito foram furtadas. Elas estavam no carro de um dos advogados da Comissão Processante.

O furto aconteceu no dia 8 deste mês, quando o advogado estava em Curitiba. Um boletim de ocorrência foi registrado 12° Distrito Policial da Capital, no bairro Santa Felicidade.


O prefeito Ruy Hauer Reichert é acusado por quebra de decoro parlamentar. De acordo com a denúncia, ele usou palavrões e criticou vereadores em uma reunião com secretários. Áudios gravados da conversa do prefeito no encontro foram divulgados nas redes sociais e ganharam repercussão.

De acordo com o chefe de gabinete da presidência da Câmara, Cláudio Amarante, o prefeito ofendeu os vereadores da cidade usando palavras pesadas.

Uma nova Sessão será convocada após a recomposição do processo.

Procurada pela CBN, a Prefeitura Municipal de Matinhos informou por meio da Assessoria de Imprensa, que não vai se manifestar sobre o assunto.

 

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook