Procon-PR registra mais de 16 mil atendimentos durante pandemia da Covid-19

Redação

procon paraná coronavírus

O Procon-PR já registrou mais de 16 mil atendimentos durante a pandemia do coronavírus. A maior parte se refere a preços abusivos, com mais de 2.800 denúncias de consumidores.

“Os registros estão sendo triados e, ao todo, já houve mais de 600 estabelecimentos notificados. Se constatada a prática abusiva, os fornecedores estão sujeitos a multas que variam de R$ 800 a R$ 8 milhões”, alerta o secretário Ney Leprevost, a Justiça, Família e Trabalho do governo do Paraná.

Além disso, ele também revela que o trabalho de apuração das denúncias é complexo. Segundo ele, são analisadas notas fiscais de compra e venda de produtos apresentadas pelos estabelecimentos. “As notas se referem a períodos anteriores e concomitantes à pandemia”, completa.

Conforme o último boletim da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), são mais de mil casos e 51 mortes por coronavírus no Paraná.

CAMINHOS PARA DENUNCIAR NO PROCON

Claudia Silvano, chefe do Procon-PR, orienta que o primeiro caminho a ser utilizado pelos consumidores é o site consumidor.gov.br.

“Participam do serviço mais de 670 empresas, entre elas todas as operadoras de telefonia, bancos, financeiras, companhias aéreas, grandes redes de varejo. Uma vez realizado o registro, a empresa tem o prazo de 15 dias para dar uma resposta ao consumidor. Mas as respostas sempre acontecem em prazo menor”, conta.

Caso a empresa contra a qual o consumidor precisar reclamar não participe da plataforma, o Procon-PR oferece ainda dois outros serviços, que estão disponíveis em sua página na internet, nos seguintes links:

Previous ArticleNext Article