Professor de Ponta Grossa é indiciado por assédio e importunação sexual contra alunas

Redação

Professor de Ponta Grossa é indiciado por assédio e importunação sexual contra alunas

Um professor da rede estadual de ensino de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, foi indiciado por assédio e importunação sexual contra alunas nesta quarta-feira (17). O homem, de 51 anos, já respondeu por crimes da mesma natureza entre os anos de 2005 e 2013.

Em outubro, alunas do Colégio Cívico-Militar Frei Doroteu de Pádua relataram para a direção da escola e para a PCPR (Polícia Civil do Paraná) que o professor de matemática passava a mão no corpo delas durante as aulas.

O caso veio à tona quando uma adolescente contou que após o docente a escolher para fazer a chamada ao seu lado, colocou as mãos em seu ombro e, em seguida, passou pelo corpo até as partes íntimas.

O professor negou as acusações para à polícia de Ponta Grossa, porém, ele foi indiciado por assédio nos três casos e importunação em um deles. O MPPR (Ministério Público do Paraná) disse que analisa o caso. Já a Seed (Secretaria da Educação e do Esporte) afirmou que ele está afastado das funções desde o início da investigação.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="804229" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]