Professor viajou para Rússia durante licença médica, diz governo

Um professor da rede estadual de ensino do Paraná, em licença médica, viajou para a Rússia acompanhar os jogos da Copa d..

Andreza Rossini - 20 de junho de 2018, 11:59

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Um professor da rede estadual de ensino do Paraná, em licença médica, viajou para a Rússia acompanhar os jogos da Copa do Mundo 2018.

De acordo com a coordenação de Segurança e Saúde Ocupacional, da Secretaria de Estado da Administração e da Previdência (Seap) o professor estava afastado das funções profissionais desde o dia 4 de maio, após receber uma licença de 60 dias.

O órgão afirmou que o caso está sendo investigado e que o professor foi convocado para reavaliação médica pericial. Os motivos do afastamento são mantidos em sigilo devido à relação médico/paciente.

"A abertura de investigação deve-se à análise preliminar de que uma viagem dessa magnitude exige organização prévia, no mínimo de médio prazo, visto a necessidade de compra de passagens e ingressos para os jogos", afirmou a Secretaria.

O professor será ouvido pela Coordenadoria de Segurança e Saúde Ocupacional.

"É dever da Coordenadoria de Segurança e Saúde Ocupacional avaliar todos os casos em que há requerimento solicitado pelo servidor a partir de um atestado médico, de médico de escolha do servidor, que embasa uma possibilidade de concessão de benefício. Assim procedeu esta Coordenação e, também, diante do fato exposto, tem a obrigação, e é prerrogativa estatutária, solicitar o comparecimento do servidor para reavaliação do benefício concedido. O objetivo da reavaliação é o da manutenção, ou cassação, do feito conforme o que se apresentar tecnicamente à Junta Médica", afirma a nota.