Projeto que amplia validade da licença dos taxistas é aprovado em primeira discussão na Câmara

Ricardo Pereira - BandNews FM Curitiba


A validade da licença dos taxistas de Curitiba deve passar de um para dois anos. A proposta foi aprovada em primeira discussão na Câmara Municipal, hoje (29) de manhã. O objetivo do projeto é diminuir a burocracia para os profissionais.

A mudança, no entanto, não altera em nada o serviço para a população. Em plenário, após a votação, o vereador Jairo Marcelino (PSD) comemorou a aprovação. “Esses profissionais  recolhem R$5 milhões de reais anualmente só com outorga, na cidade de Curitiba. Eles se obrigam a passar por vistorias duas vezes ao ano, tem que ter o carro padrão, obedecem todas as regras e são seguidos pela fiscalização “, disse ele em defesa dos taxistas.

O vereador Serginho do Posto (PSDB) também justificou o voto favorável. “Isso faz com que o custo para o taxista, de um ano, se torne inviável. Ampliar de um para dois anos vai ajudar, pois esses profissionais estão passando por muitas dificuldades financeiras. Levando em consideração que essa categoria sofreu muitos prejuízos com a entrada dos aplicativos no mercado, essa ampliação é justa. A concorrência acabou surpreendendo pela forma como é oferecido o serviço e os taxistas tiveram que repensar os serviços. Muitos deles ainda estavam pagando seus veículos e sua concessão quando teve início essa entrada dos aplicativos no mercado e isso causou muito prejuízo à categoria”, justificou ele.

O valor da taxa é de R$ 40,50. Para que entre em vigor, a medida ainda precisa ser aprovada em segunda discussão e sancionada pelo prefeito.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="616264" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]