Pronto-atendimento do Erastinho vai atender também pacientes não oncológicos

Redação

Erastinho pronto-atendimento pacientes não oncológicos

Curitiba acaba de ganhar um novo Pronto-atendimento para tratar crianças e adolescentes. É o PA pediátrico do Hospital Erastinho, que reúne diversas especialidades médicas voltadas também a pacientes não oncológicos, incluindo os serviços de ortopedia, neurocirurgia, cirurgia pediátrica e pediatria geral. As informações são da assessoria de imprensa do hospital.

No local há atendimento de urgência e emergência durante 24 horas por dia. A partir da entrada no PA, estarão também à disposição dos pacientes internamento clínico, cirúrgico e UTI pediátrica. O Pronto-Atendimento Geral do Hospital Erastinho é dedicado a pacientes com planos de saúde e particulares. Segundo o hospital, o novo serviço mantém o padrão de excelência de todo o Complexo de Saúde Erasto Gaertner.

“O Pronto Socorro do Hospital Erastinho dispõe de uma excelente equipe de pediatras, emergencistas, contando com apoio de cirurgiões pediátricos, ortopedistas e neurocirurgiões. Na retaguarda, centro cirúrgico e UTI totalmente equipados. Com estrutura física organizada e bem distribuída, é mais uma opção de atendimento de emergência para a população infantojuvenil não oncológica em nossa cidade, auxiliando a diminuir a espera por uma consulta nas situações não previstas”, afirma Mara Albonei Pianovski, diretora do Hospital Erastinho.

Segundo Pronto-atendimento no Erastinho

Oito meses após a inauguração do hospital, este é o segundo serviço de Pronto Atendimento aberto pelo Erastinho. O primeiro  foi o Pronto-Atendimento Oncológico, que também atende o público via SUS (Sistema Único de Saúde). A lista dos planos atendidos está no link: https://erastinho.com.br/convenios. No site também está a relação dos médicos do corpo clínico do hospital.

O Erastinho é o primeiro hospital oncopediátrico do Sul do Brasil. Com quase 5 mil metros quadrados, a unidade abriga, além de pronto socorro, 43 leitos de internamento privativos e semiprivativos, recepção, lobby, atendimento ambulatorial, hospital-dia, centro cirúrgico e alas de internação (clínica, cirúrgica, TMO e UTI).

A unidade tem capacidade anual para até 17 mil consultas, 500 cirurgias e mais de 85 mil procedimentos. Alas coloridas e com toques lúdicos ajudam a minimizar os efeitos da doença e até espaços recreativos como brinquedotecas humanizam ainda mais o tratamento.

 

Leia também: Testes para diagnóstico de covid-19 não atestam proteção vacinal

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="768914" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]