Protocolo de reabertura da fronteira terrestre da Argentina com o Brasil é definido

Redação

abertura da ponte tancredo neves argentina em foz do iguaçu

O governador da Província de Misiones, Oscar Herrera Ahuad, antecipou o protocolo de reabertura gradativa da Ponte Tancredo Neves. Apesar da boa notícia, ainda não existe uma data definida para que a população possa atravessar a fronteira da Argentina com o Brasil.

Neste momento, as autoridades estão criando um protocolo para o Duty Free Shop de Porto Iguaçu, que regule o acesso e as compras. Segundo informações das autoridades locais, isso está causando um atraso na preparação de reabertura.

A notícia abre espaço para os comerciantes locais sentirem esperança, já que isso significa o início da recuperação econômica da região. É importante lembrar que a fronteira pela Ponte Tancredo Neves está fechada desde o início da pandemia, em março de 2020.

O governo local prevê, na primeira fase de reabertura, que apenas turistas que estão com reservas em hotéis da região podem frequentar restaurantes, atrações artístistas e comércios.

Leopoldo Lucas, presidente da Iturem (Entidade Municipal de Turismo do Iguaçu), avaliou o protocolo como positivo, já que quem realizar a travessia terá que comprovar a vacinação contra a Covid-19, com pelo menos uma dose, além apresentar um teste negativo para a doença.

“É uma notícia que nos motiva, o destino Iguaçu depende dos fluxos turísticos nacionais, mas também dessa passagem internacional pelo turismo e pelo comércio”, explicou Lucas.

Outro ponto que é avaliado pelas autoridades argentinas é a capacidade de atendimento à saúde diante de um possível aumento de casos após a reabertura da fronteira. Por isso, um centro hospitalar está sendo construído na Avenida San Martín, próximo ao centro comercial.

“O hospital modular foi concebido como um centro de teste e observação, não como um centro terapêutico. Pelas características que possui Iguaçu, acrescentamos a possibilidade de ser também um local de rápida internação e recuperação”, explicou Oscar Herrera Ahuad.

Uma cota diária de estrangeiros que poderão entrar em Misiones foi determinada: serão 800 pessoas por dia. Todas devem estar credenciadas em uma rede hoteleira ou redes gastronômicas.

Quem utilizar o transporte interurbano também deverá apresentar teste de Covid negativo e comprovante de vacinação. Além disso, a pessoa que entrar pela Província em trânsito para outra parte do país deve esclarecer a rota e explicar o motivo da viagem.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="785145" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]