Próxima dose da vacina contra a dengue será aplicada em março de 2017

A equipe de profissionais de saúde que participou da campanha de vacinação contra a dengue no Paraná, realizada entre 13..

Mariana Ohde - 06 de novembro de 2016, 16:09

A equipe de profissionais de saúde que participou da campanha de vacinação contra a dengue no Paraná, realizada entre 13 de agosto e 30 de setembro, já começou a discutir as estratégias para a aplicação das duas próximas doses, em março e setembro de 2017.

Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira, a introdução da vacina contra a dengue marca uma mudança de enfrentamento da doença. “O controle do mosquito é uma tarefa que não deve ser interrompida, principalmente porque o Aedes aegypti transmite outras doenças. Mas com a imunização, podemos transformar a dengue em uma doença imunoprevenível e isso não pode ser ignorado”, ressaltou.

Cleide enfatizou que a Secretaria da Saúde vai ajudar os municípios a estabelecer novas formas para atingir as metas de vacinação. “O público jovem não está habituado a frequentar unidades de saúde e por isso a estratégia de montar equipes volantes deverá ser intensificada”, disse ela.

Próximas etapas

As pessoas que receberam a primeira dose da vacina neste ano deverão voltar às unidades de saúde para a segunda dose a partir de 3 de março de 2017. A secretaria vai enviar mensagem por SMS para alertar as pessoas cadastradas sobre a segunda dose.

A terceira dose será aplicada em setembro. As pessoas que fazem parte do público-alvo definido para receber a vacina e não o fizeram em 2016, poderão iniciar o esquema vacinal em março. Em 28 municípios podem ser vacinadas pessoas de 15 a 27 anos. Em Paranaguá (litoral) e Assai (norte), o público alvo permanece de 9 a 44 anos.

Primeira etapa

Na primeira etapa da campanha de vacinação, foram vacinadas 200 mil pessoas em trinta municípios selecionados por apresentaram maior risco - o que corresponde a 50% da meta estabelecida na aplicação da primeira dose, de cerca de 400 mil doses.

Dos 30 municípios contemplados, quatro conseguiram vacinar pelo menos 80% do público-alvo (Munhoz de Mello, Boa Vista da Aparecida, São Jorge do Ivaí e Cruzeiro do Sul). Além disso, outras 10 cidades atingiram índices superiores a 60%. Entre elas estão Paranaguá e Assaí, cuja campanha imunizou crianças, jovens e adultos com idade entre 9 e 44 anos.

Em Paranaguá, cidade com o maior número de casos, cerca de 55 mil pessoas de 9 a 44 anos foram vacinadas - 60% das pessoas que tinham direito à vacina.