Prudentópolis ataca Rússia e oferece refúgio para ucranianos

A Prefeitura de Prudentópolis encaminhou ofício para a cidade ucraniana de Ternópil em que oferece refúgio para os moradores devido aos ataques da Rússia.

Jorge de Sousa - 24 de fevereiro de 2022, 19:18

Divulgação/Paróquia São Josafat
Divulgação/Paróquia São Josafat

A Prefeitura de Prudentópolis encaminhou ofício para a cidade ucraniana de Ternópil nesta quinta-feira (24) em que oferece refúgio para os moradores do país devido aos ataques da Rússia.

A cidade da região Central do Paraná tem a maior comunidade ucraniana no Brasil e é considerada cidade-irmã de Ternópil, que até o momento não sofreu com os ataques russos.

"Prudentópolis segue com as portas e com o coração aberto ao povo ucraniano como o fez há mais de cem anos, quando recebeu os primeiros imigrantes que aqui construíram sua história e influenciaram diretamente no modo de vida de nossa terra”, apontou a nota assinada pelo prefeito de Prudentópolis, Osnei Stadler (DEM).

Segundo dados da prefeitura, dentre os 52.776 moradores de Prudentópolis, 75% têm descendência ucraniana.

"O território ucraniano foi invadido por forças militares russas, numa agressão direta à democracia, ao território e a individualidade de um povo milenar. O desafio à soberania do governo e do território ucraniano é grave, e não pode ser entendida como normal pelas demais nações. Hoje é a soberania ucraniana que se mostra ameaçada, amanhã qualquer outra pode ser alvo da ganância e da prepotência", finalizou Stadler na nota.

LEIA MAIS: Biden chama Putin de agressor e anuncia novas sanções contra a Rússia