PSS Curitiba 2022: Prefeitura abre inscrições para professores de educação infantil

Serão contratados 256 professores de educação infantil para as unidades educacionais municipais de Curitiba pelo PSS

Redação - 22 de fevereiro de 2022, 10:00

Cesar Brustolin/SMCS
Cesar Brustolin/SMCS

A Prefeitura de Curitiba abre nesta quarta-feira (23) o período de inscrições para o PSS 2022. Serão contratados 256 professores de educação infantil para as unidades educacionais municipais.

As inscrições começam às 10 horas e seguem até às 16h do dia 28 de fevereiro, segunda-feira da semana que vem. Não haverá cobrança de taxa de inscrição e nem aplicação de prova de conhecimentos, pois os candidatos classificados deverão demonstrar os títulos declarados e o tempo de experiência profissional comprovada nos últimos 15 anos.

O edital do PSS da Prefeitura de Curitiba 2022 estão disponíveis no site da Prefeitura de Curitiba. Os interessados já podem fazer o seu cadastro no e-Cidadão, etapa obrigatória para que o profissional possa fazer a sua inscrição a partir de quarta-feira (23). O link para o cadastro dos interessados estará disponível quando as inscrições estiverem abertas. Acompanhe aqui, se quiser se inscrever.

Os contratados pelo processo irão suprir a carência de servidores e empregados públicos, decorrentes de demissão, exoneração, afastamentos, aposentadoria ou falecimento. As convocações para entrega da documentos e início das contratações estão previstas para março.

Uma vez inscritos, os profissionais devem acompanhar regularmente as publicações feitas no site da Prefeitura de Curitiba. Desde 2019, a Prefeitura tem realizado processos seletivos para o preenchimento de vagas de profissionais, que têm contratos temporários de trabalho de até dois anos.

COTAS NO PSS DE CURITIBA 2022

Pela primeira vez, no PSS de Curitiba, haverá vagas para profissionais autodeclarados da população negra (pretos ou pardos) e dos povos indígenas. Eles representarão 10% do total previsto. Por isso, das 256 vagas, 26 delas serão destinadas a pessoas negras e indígenas.

Os candidatos negros serão confirmados, quando convocados para contratação, após entrevistas individuais gravadas conduzidas por integrantes da Comissão de Heteroidentificação específica para este processo, de acordo com a legislação municipal aprovada recentemente.

Como já acontece, as pessoas com deficiência representarão 5% do total, ou seja, serão 13 professores com deficiência. O total relativo à ampla concorrência será de 217 profissionais.

ORIENTAÇÕES AOS PARTICIPANTES

A recomendação do Departamento de Desenvolvimento de Políticas de Pessoal da Smap é para que os interessados leiam atentamente o edital e os 13 anexos que o integram. As inscrições precisam ser feitas dentro do que está estabelecido no documento que traz a diretriz oficial para o preenchimento do formulário de inscrição, a futura convocação dos profissionais que deverão comprovar tudo o que for declarado no momento do cadastro.

A escolaridade mínima exigida é graduação em licenciatura plena em Pedagogia ou ensino médio completo na modalidade Normal (Magistério) ou ensino médio completo, acrescido de pós-médio ou sequencial, na modalidade Normal (magistério).

Quem já foi contratado pelo PSS da Prefeitura de Curitiba para a função pública de professor de educação infantil e teve seu contrato encerrado há menos de 24 meses, não poderá ser contratado novamente, conforme regras definidas em legislação municipal. Aqueles que já cumpriram o prazo de dois anos desde o seu desligamento, podem participar do novo PSS e poderão ser contratados novamente, se classificados e convocados.

Devido à situação de emergência em saúde pública em decorrência da pandemia pelo novo coronavírus, não haverá a contratação neste PSS de gestantes e pessoas que se enquadrem nas condições crônicas de saúde estabelecidas no edital (anexo I) e dos que ainda não iniciaram o esquema vacinal contra o novo coronavírus.

Os professores de educação infantil têm jornada semanal de 40 horas e a remuneração é de R$ 2.792,20. Os professores contratados pelo PSS estarão vinculados ao Regime Geral de Previdência Social, ou seja, haverá recolhimento junto ao INSS. Os contratados não terão direito ao fundo de garantia do tempo de serviço (FGTS), pois serão agentes públicos exercendo função pública.