Suspeita de lucrar R$ 30 milhões em golpes, quadrilha é alvo de operação em Curitiba

Redação

operação quadrilha curitiba golpe paraná

Um grupo criminoso, suspeito de faturar mais de R$ 30 milhões com o golpe da pirâmide financeira, é alvo de uma operação da PCPR (Polícia Civil do Paraná) nesta quarta-feira (10).

Mais de 20 mandados, de prisões temporárias e busca e apreensão, são cumpridos em seis bairros de Curitiba (veja a lista abaixo) e em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana da capital paranaense.

Campo Comprido, Cidade Industrial, Jardim das Américas, Novo Mundo, Santa Quitéria e Uberaba são alguns dos endereços ligados à quadrilha e onde os policiais civis estão fazendo as buscas.

Itens já apreendidos na operação desta manhã. (Divulgação / Polícia Civil)

GOLPE DA QUADRILHA NO PARANÁ

De acordo com as investigações da PCPR, o grupo, especializado no golpe da pirâmide financeira, empenhava-se em recrutar pessoas para fazer investimentos na empresa. Nisso, o grupo fazia a promessa, a terceiros, de gerar um retorno financeiro de 30% sob o capital investido em um período de três meses.

Em um dos casos, os suspeitos forjaram um contrato de garantia de veículo, avaliado em R$ 67 mil, prometendo rentabilidade de 50% em três meses.

No curso das investigações, a PCPR descobriu que a empresa e demais membros que a compunham não possuíam qualquer tipo de credenciamento para operar com administração de carteira de valores mobiliários.

Mais informações da quadrilha, e seus golpes, serão repassadas pelo delegado André Gustavo Feltes, em entrevista coletiva, ainda nesta quarta-feira.

Previous ArticleNext Article