Quarenta denúncias de tráfico de pessoas são investigadas no Paraná

Andreza Rossini


Da BandNews Curitiba

Quarenta denúncias de tráfico de pessoas são apuradas pela Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos do Paraná. São inquéritos em andamento que tratam de exploração de pessoas para, principalmente, mão de obra análoga à escravidão e também exploração de mulheres com a prostituição, além da remoção de órgãos. A coordenadora do núcleo de enfrentamento ao tráfico de pessoas no estado, Silvia Cristina Xavier, explica que cada denúncia representa dezenas de vítimas.

De acordo com a coordenadora, em casos de tráfico de mulheres, quem alicia as vítimas é, geralmente, uma pessoa que também já foi explorada – em mais da metade dos casos.

Por isso, nesta segunda-feira (25), teve início a campanha da 3ª Semana Internacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas – Coração Azul, com várias ações pela cidade. A mobilização que se encerra no próximo sábado (30) serve para conscientizar a população e reforçar as medidas de combate a este tipo de crime, como explica o secretário de Justiça, Artagão Júnior.

Segundo o governo estadual, as vítimas geralmente têm entre 16 e 40 anos. Denúncias de tráfico de pessoas ou até mesmo de suspeita desse tipo de tráfico podem ser feitas pelo disk 100 ou pelo telefone 181 – que recebe, também, outras denúncias, em sigilo total.

Previous ArticleNext Article