Quase 60% dos calouros da UFPR cursaram o ensino médio em escolas públicas

Redação


Entre os candidatos aprovados no Vestibular 2018/2019 da Universidade Federal do Paraná (UFPR), 59,82% cursaram ensino médio em escolas públicas.

Muitos dos que ocupam uma cadeira na mais antiga universidade do Brasil carregam a conquista de serem a primeira geração da família a cursar uma graduação. Esse é o caso da estudante Leticia Felipe Wiebusch, acadêmica de pedagogia e que ingressou na instituição por meio de cotas sociais e renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo:

“Eu não me imaginava numa universidade. Quando você vem de uma família sem perspectiva de ensino você não consegue se ver numa Federal, como pesquisadora ou educadora. Agora eu repasso isso ao meu irmão e aos meus pais, para que eles possam ver que também existe espaço para eles”, disse.

Letícia, que estuda no período da noite, destaca que outro fator importante para poder estudar são os auxílios que a instituição oferta por meio do Probem. “Esse recurso é um auxílio que me permite estagiar na área, complementar a renda, e manter-me estudando”, contou.

Também é o recurso do Probem que permite Vanessa da Silva Graboski manter-se estudando. A aluna de Direito, que também estagia, diz que “é importante mostrar para a sociedade o que é esse auxílio que a UFPR nos dá. Temos que esclarecer como funciona, quem impacta, e reforçar que é por conta desse valor que muitos, como eu, conseguem sair formados da universidade”. Vanessa, assim como Letícia, conta orgulhosa que será a primeira negra a formar-se na família.

*Com informações da UFPR*

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="619544" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]