Rapper diz ter sido censurado por prefeitura no PR. “Sem música de protesto”

Narley Resende


Um rapper de Antonina, no Litoral do Paraná, Alex LC, 30, diz ter sido censurado em evento na praça da cidade na última sexta-feira (12). Segundo ele, um funcionário da prefeitura o proibiu de cantar uma de suas músicas, chamada “Querida Antonina”.

Alex LC publicou vídeo em seu perfil no Facebook em que fala sobre a suposta censura. A música autoral fala sobre a situação da cidade, falta d’água, denúncias de corrupção, aumento de salários de vereadores, entre outras críticas.

A música lançada no fim do ano passado foi inspirada em situações recentes, como racionamento de água pela autarquia Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), responsável pela distribuição de água na cidade, além da criação no fim do ano passado do 13º salário para vereadores, em lei sancionada pelo prefeito José Paulo Azim, do PMDB.

A votação para instituir o 13º salário e o terço constitucional de férias para os políticos havia sido barrada duas vezes por protestos da população. A música de Alex cita os vereadores, o prefeito e secretários.

Foto: colaboração / Paraná Portal
Alex se apresentou no coreto da cidade. Foto: colaboração / Paraná Portal

No evento de sexta-feira, havia expectativa do público de cerca de cem pessoas pela música que viralizou na cidade no início deste ano. O rapper Alex LC conta que o funcionário da prefeitura ameaçou desligar o som caso o rapaz cantasse a letra.

“Quando me convidaram para cantar não tinha nenhuma restrição. O rapaz que me convidou alou assim: ‘acabou de chegar um cara a mando da prefeitura e isso (censura) não estava no planos. Ele falou pra mim que você só não pode cantar música de protesto’. Todo mundo já ficou meio assim. Ele (suposto funcionário da prefeitura) falou que se eu cantasse ele ia desligar o som e ia falar que deu um problema no som. Talvez ia acabar com a festa. Eu fiquei pensando que pra não acabar com a festa, para não estragar com o ambiente, estava todo mundo se divertindo, eu preferi não fazer bagunça e não cantar. Me senti constrangido e todo mundo se sentiu. Ninguém estava contando com essa pessoa chegar no meio e colocar restrição e estragar com as coisas”, lamenta.

O evento chamado “Acusticamente”, apesar de independente, tinha autorização e estrutura da prefeitura para ocorrer no coreto da cidade. Alex conta que fez a música Querida Antonina cobrando uma atitude melhor dos políticos da cidade. Segundo ele, os políticos não poderiam aumentar os próprios salários sem antes resolver problemas como a falta d’água.

“Não é o momento para se pensar em benefício próprio. Isso é uma coisa que não dá nem pra se imaginar. Eu fiquei revoltado e escrevi essa letra. Eu não falo que nenhum dos vereadores é corrupto, não acuso nenhum de ter recebido propina. Eu falo que a cidade é a ‘cidade da propina’ por causa do passado, do histórico. Eu faço uma alegoria, uma metáfora. Eles falam que estão, parece que estão passando fome. Toquei justamente no problema da falta d’água juntamente porque tem que ser resolvido antes de aprovar uma lei de benefício próprio, de dar 13º para político. Tem um monte de problema pra resolver antes”, aponta.

Em nota, o secretário de Comunicação de Antonina, Jorge Alberto Sonda, nega ordem para censura.

“Em momento algum houve censura, foi solicitada uma agenda na prefeitura pela equipe organizadora do evento e os mesmos foram prontamente atendidos sem questionamento de quem iria se apresentar. O evento teve o tramite normal e não foi em momento algum censurado pela Prefeitura”, diz a nota na íntegra.

Depois do sucesso local da música, agora impulsionado pela denúncia de censura, Alex LC trabalha na produção de um clipe.

"QUERIDA ANTONINA

OK SEJA BEM VINDO A ANTONINA
A CIDADE PERDIDA CONHECIDA PELAS RUINAS
QUEM VEM DE FORA SE ENCANTA, QUEM VIVE AQUI NÃO ACREDITA
UM DIA BELA CIDADE HOJE A CIDADE RESPIRA PROPINA

OK JOGADA CINEMATOGRAFICA
ASSINARAM OS PAPEÍS COM CANETA ESFEROGRAFICA
NA CALADA DA NOITE MEXERAM NAS PAPELADAS
NO DIA SEGUINTE APROVARAM DE CARA LAVADA

UM SE CHAMA ROMÁRIO
OUTRO VITOR FERNANDES
TEM NOMES DE JOGADORES, QUEREM DUPLICAR SEUS VALORES
TÃO COM SEDE E COM FOME, GUARDE BEM ESSES NOMES
NÃO REPRESENTAM O POVO, TRABALHAM ATRAVÉS DE FAVORES

CONHECE ZÉ BOIADEIRO, CONHECE O PAULO BROSKA
ME DIGA QUEM É O ARTILHEIRO QUAL DELES FEZ MAIS PROPOSTAS
APENAS FOI O PRIMEIRO ANO, TAMO NADANDO NO DINHEIRO
EMPRESTIMOS WALMIR GODÓI JUNTO COM CELSO PINHEIRO

PEÇO A TODOS UMA SALVA DE PALMAS
PARA TODOS OS AUTORES DA LEI
ELES SÓ PODEM TÁ DE SACANAGEM
ELES PENSAM QUE O POVO É REFEM

BATAM NAS PANELAS, SAIAM PARA AS RUAS
FAÇAM SEU PROTESTO, A VIDA CONTINUA
ISSO NÃO É NORMAL, ISSO NÃO É COMUM
AQUI SÃO UM POR TODOS, E TODOS POR UM

OK, A CIDADE PEDE SOCORRO
ENQUANTO OS VEREADORES QUEREM UM SALÁRIO NOVO
13* É A CEREJA DESSE BOLO
SEM FALAR NAS REGALIAS QUE ELES TEM O ANO TODO

OK, O ASSUNTO QUE ESTÁ EM ALTA
ONDE ESTÁ SOLUÇÃO A RESPEITO DA FALTA DE ÁGUA
VCS NÃO PENSAM NO POVO, SÓ QUEREM DAR CANETADA
A FAVOR DE INTERESSES, SEM PENSAR NA MULECADA

UM SE CHAMA ROMÁRIO
OUTRO VITOR FERNANDES
TEM NOMES DE JOGADORES, QUEREM DUPLICAR SEUS VALORES
TÃO COM SEDE E COM FOME, GUARDE BEM ESSES NOMES
NÃO REPRESENTAM O POVO, TRABALHAM ATRAVÉS DE FAVORES

CONHECE ZÉ BOIADEIRO, CONHECE O PAULO BROSKA
ME DIGA QUEM É O ARTILHEIRO QUAL DELES FEZ MAIS PROPOSTAS
APENAS FOI O PRIMEIRO ANO,TAMO NADANDO NO DINHEIRO
EMPRESTIMOS WALMIR GODÓI JUNTO COM CELSO PINHEIRO

AGORA UMA SALVA DE PALMAS PARA ROSANE, CARLOS BANDEIRA E PAULO ELEOTÉRIO
POR VOTAREM CONTRA ESSA PROPOSTA QUE NÃO TRAZ NENHUM BENEFICIO PARA POPULAÇÃO

NÃO TA CONTENTE COM O SALÁRIO (RENUNCIA)
NÃO TA CONTENTE COM O CARGO (RENUNCIA)
NÃO TA CONTENTE COM O PROTESTO (RENUNCIA)
FAZ UM BEM MAIOR PRA TODOS E PRA SUA FAMILIA"

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="476787" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]