Rebelião: Quatro agentes penitenciários seguem reféns e negociações serão retomadas na terça-feira

O Departamento Penitenciário do Paraná vai retomar as negociações com presos da Casa de Custódia de Curitiba (CCC) na ma..

Fernando Garcel - 02 de julho de 2018, 18:07

Foto: Colaboração / CBN Curitiba
Foto: Colaboração / CBN Curitiba

O Departamento Penitenciário do Paraná vai retomar as negociações com presos da Casa de Custódia de Curitiba (CCC) na manhã de terça-feira (3). A rebelião começou na noite de domingo, fez cinco agentes penitenciários reféns, um deles foi liberado após negociação. O motim acontece em apenas uma das três alas da penitenciária.

A Polícia Militar segue fazendo o cerco no local e os negociadores do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), unidade de elite da Polícia Militar, estão em permanente contato com os presos.

Ao todo, a Casa de Custódia de Curitiba possui 172 detentos rebelados na galeria. Entre as reivindicações, os presos pedem a transferência de alguns detentos, devido a superlotação do local, o retorno de quatro presos que foram transferidos anteriormente e remédios que não estariam sendo distribuídos na unidade.

"A informação principal é que enquanto os presos não forem transferidos para a CCC, a reivindicação é que eles sejam mantidos com a maior segurança possível nas unidades de origem. Não há relatos de feridos. A equipe de negociação do COE da Polícia Militar está fazendo seu trabalho e temos certeza de que terminaremos esse evento crítico com tranquilidade e sem nenhuma sequela", comentou o Capitão Márcio Roberto da Silveira à rádio CBN Curitiba.