Renault apresenta proposta para readmitir 747 trabalhadores da Grande Curitiba

William Bittar - CBN Curitiba

Se a proposta for aprovada, os funcionários voltam ao expediente a partir desta quarta-feira (12)

A fábrica da Renault, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, apresentou nesta segunda-feira (10) uma proposta para recontratar os 747 trabalhadores demitidos no fim de julho.

O acordo foi feito em conjunto com o SMC (Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba) e entrou em votação que segue até às 14h desta terça-feira (11). Os funcionários devem votar pela internet se aprovam ou não a proposta.

Ainda em 21 de julho, a montadora anunciou o fechamento do terceiro turno da produção e, no dia seguinte, os trabalhadores entraram em greve. A Renault justificou as demissões em função do agravamento da crise gerada pela Covid-19 e que as vendas caíram 47% no primeiro semestre, sem perspectiva de retomada do mercado.

No entanto, a Justiça do Trabalho aceitou um recurso do MPT (Ministério Público do Trabalho) para reintegrar os trabalhadores. Na decisão, a juíza do trabalho Sandra Mara de Oliveira Dias, afirmou que a demissão em massa dos trabalhadores descumpria um acordo firmado com o Ministério Público do Trabalho.

O SMC (Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba) informou que a proposta construída com a montadora garante a readmissão dos trabalhadores e é um compromisso de manutenção dos empregos e que agora deve esperar a votação dos trabalhadores.

Se aprovada a proposta, a greve será encerrada e os funcionários voltam ao expediente normal a partir desta quarta-feira (12), com exceção dos 747 trabalhadores que ficarão em casa, mas recebendo salário, até que seja concluído o Plano de Demissão Voluntária (PDV), em 20 de agosto.

Previous ArticleNext Article