Rodovias do Paraná tem 185 pontos de manifestação de caminhoneiros nesta quinta

Andreza Rossini

As estradas estaduais e federais que cortam o Paraná registram 185 pontos de manifestação dos caminhoneiros, na manhã desta quinta-feira (24), de acordo com as polícias rodoviárias estadual e federal. A greve da categoria começou na última segunda-feira (21) e deixa o estado desabastecido de combustíveis e compromete o transporte coletivo de diversas cidades.

Todos os atos são realizados em acostamentos ou bloqueiam apenas uma das faixas das rodovias, liberando a passagem de veículos leves, ambulâncias e caminhões com cargas-vivas. Em caso de bloqueio total das rodovias, a Justiça do Paraná determinou multa de R$ 100 mil por hora.

Os motoristas também foram proibidos de invadir praças de pedágio com multa de R$ 20 mil por hora.

O protesto é organizado pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) em conjunto com órgãos sindicais protesta contra o valor do diesel e pede a redução dos tributos sobre os combustíveis.


Na manhã de quarta-feira (23) os motoristas de aplicativos e motoboys se uniram aos caminhoneiros em um ato no quilômetro 148 da BR-476,  próximo a refinaria da Petrobras, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba.

Por meio de nota, a Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná (Fetranspar) afirmou que o movimento não tem uma liderança, apoiou os atos contra a alta nos combustíveis e pediu “cautela” aos trabalhadores. “[A entidade] frisa que é a favor de reivindicações que realmente tragam a possibilidade de negociações entre governo e entidades de classe, não admitindo, em hipótese alguma, badernas e fechamento de estradas”, afirma.

Reajustes

A última alta diária do produto ocorreu na segunda-feira (21), quando a Petrobras aumentou o preço da gasolina em 0,9% e do diesel 0,97%. Na terça-feira (22) a Petrobras anunciou queda nos preços dos combustíveis, mas afirmou que a medida não foi adotada por pressão política e sim devido a queda do dólar.

Ontem o governo realizou diversas reuniões para tratar do tema “combustíveis” e afirmou que vai diminuir a incidência de impostos sobre o diesel.

Confira os pontos nas rodovias federais, a polícia rodoviária estadual não divulgou os locais de manifestações: 

 

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook