Romanelli defende plano metropolitano da RMC

Deputado Romanelli defende a formatação de um plano integrado para a região metropolitana de Curitiba.

Redação - 08 de julho de 2022, 19:33

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

 



O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) defendeu nesta quinta-feira, 7, a formatação de um plano integrado para desenvolvimento da região metropolitana de Curitiba que leve em conta as atividades e as potencialidades econômicas das 29 cidades da RMC. "Já temos um plano urbano e consórcios intermunicipais em várias áreas da gestão pública. Agora precisamos avançar para diminuir as assimetrias entre os serviços públicos prestados e no desenvolvimento de cada município", disse Romanelli em dois encontros com vereadores de Almirante Tamandaré e Rio Branco do Sul.

Romanelli destacou que os consórcios formados na RMC são referenciais para outras cidades metropolitanas e citou como exemplo os formados pelas guardas municipais, resíduos sólidos e saúde. "Da região metropolitana já temos nove cidades conurbadas que precisam de respostas mais rápidas quando se trata de mobilidade urbana e, em especial, de transporte público, o que vem acontecendo, mas que considero fundamental a criação de um consórcio e de uma agência metropolitana de transporte".

As 29 cidades da região metropolitana têm 3,3 milhões de habitantes e mais de 31% da população do Paraná. "Precisamos avançar em outras áreas como educação, meio ambiente, turismo e cultura. Por exemplo, a expertise de Curitiba com os armazéns da família precisa ser estendida aos outros municípios, assim como sabemos que boa parte da produção de alimentos, de hortifrutigranjeiros, consumidos na capital paranaense vem das cidades mais próximas", disse Romanelli.

Áreas integradas - O deputado destaca ainda que as áreas de inovação, abastecimento, habitação e meio ambiente já precisam de ações integradas e conjuntas entre as cidades metropolitanas e o Governo do Estado. "A região tem um plano de desenvolvimento urbano integrado que abrange áreas que vão da mobilidade urbana e regional ao meio ambiente e habitação de interesse social".

Esse plano, segundo o deputado, precisa viabilizar seus projetos no governo estadual e, principalmente, no governo federal. "As obras de infraestrutura, como a implantação de um segundo anel metropolitano, e as de mobilidade precisam de recursos consideráveis e o apoio do governo federal é fundamental para viabilizá-las".

"Os parques ambientais estão criando corredores ecológicos para proteção dos mananciais. O Governo do Estado e as prefeituras da região querem criar uma reserva de preservação de 21 quilômetros quadrados do entorno do rio Iguaçu", destaca Romanelli como exemplo de ação conjunta.

Romanelli citou ainda como exemplo a proposta do prefeito Rafael Greca (PSD) da criação do Mercado Comum Metropolitano com ações nas áreas agroalimentar, turismo, na de pólos produtivos e nos pequenos negócios integrando a participação do setor produtivo através do Sebrae e de outros serviços do sistema "S".