Conheça a rotina dos profissionais de saúde que usam o alojamento do Couto Pereira durante a pandemia

CBN Curitiba

profissionais, saúde, couto pereira, alojamento, coritiba, combate, coronavírus

Alguns enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e outros profissionais que estão na linha de frente de combate ao novo coronavírus, em Curitiba, se isolaram no alojamento do clube de futebol Coritiba, no estádio Couto Pereira, no bairro Alto da Glória.  A medida visa justamente evitar a propagação da doença caso algum desses profissionais que atuam no Complexo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (CHC-UFPR) seja infectado.

Com uma rotina diária de descanso e o trajeto que deve ser feito até o Hospital de Clínicas que fica a três quadras do estádio, os profissionais abdicaram de suas casas e famílias para atuar no combate à COVID-19, uma decisão não tão fácil, mas necessária, como conta a Suellen Soares, técnica de enfermagem da UTI COVID do Hospital de Clínicas.

“Nós temos um espaço amplo, onde podemos ter um momento de lazer e descansar. Temos o privilégio de manter a nossa família em segurança”

Os alojamentos normalmente são utilizados pelos jogadores das categorias de base do Coritiba que também foram dispensados das atividades durante a pandemia.

Lá dentro, a estrutura e organização foi alterada para receber os profissionais. Folders com orientações para os funcionários e cartazes de identificação dos locais destinados ao descanso; fluxo de rouparia, limpeza, alimentação para os funcionários e segurança nos arredores do estádio; e elaboração do fluxo de saída dos funcionários e entrada no alojamento.

Elizabeth Bernardino, chefe da divisão da gestão de cuidados do Complexo Hospital de Clínicas, conta como é a rotina desses profissionais que fizeram dos alojamentos suas casas temporárias. Atualmente, 12 funcionários usam o espaço diariamente.

“Nós temos uma tenta de triagem aqui no hospital, eles passam na saída e se não tiverem nenhum sintoma recebem uma sinalização verde e podem se dirigir ao alojamento. Lá eles tem refeição, custeada pelos amigos do HC, limpeza e pessoas para realizar a troca de roupa”.

No alojamento, os profissionais também contam com apoio psicológico, psiquiátrico e trabalho com um educador para atividades físicas durante o isolamento.

Leia também: Coronavírus: Paraná proíbe cortes de luz, água e gás durante pandemia

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="694981" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]